Tuesday, August 28, 2012

OUTRA VEZ ESCOLA

E hoje foi o primeiro dia de aulas para o boneco e deixei-o na escola de manhã, ainda com muito sono que o recomeço custa sempre um bocadinho.
Foi também dia de ver a turma da amorinha e ir conheccer a professora.
Depois da professora do ano passado esperava que lhe calhasse uma professora mais experiente e acho que os meus pedidos foram atendidos. Tenho a certeza que vou gostar mais desta professora!
E amanhã começam as aulas! Bom ano, minha princesa!

Monday, August 27, 2012

ESCOLA



Recomeço de mais um ano lectivo. São dois meses certinhos de férias e este ano até eu tive a sensação que passaram demasiado rápido.
Hoje foi dia de apresentação da escola para o boneco. Dia de ir à escola ver as turmas a conhecer a professora.
Fomos lá à hora de almoço que é quando eu tenho tempo.
Gostei da professora, uma pessoa experiente que já deu aulas muitos anos e que me pareceu ter muita paciência para os miúdos. E ficou logo informado que de 12 a 15 de Novembro têm uma viagem de estudo à China!
Bom ano lectivo!

BONECO: DENTISTA


O boneco tem os dentes muito tortos e até já partiu um dente da frente o ano passado e na altura perguntei o dentista se ele devia usar aparelho, mas disseram-me que só aos 12 anos.
A resposta não me convenceu e quando em Abril aproveitámos uma promoção e fizemos todos um check up no dentista da Cliníca Maló, perguntei sobre o aparelho e a dentista disse para marcar uma consulta com outra dentista especialista em aparelhos.
E foi o que fiz em 30 de Junho e na altura ela tirou as impressões dos denes do boneco assim como várias fotos para estudar o caso dele.
Entretanto ela ia de férias e depois nós íamos de férias e a consulta ficou para 25 de Agosto.
E nesta consulta ela explicou que os dentes dele além de estarem muito para a frente, estão a começar a descair pois os dentes de baixo não suportam os de cima e a tendência é que vá descaindo. Como ele tem 2 molares definitivos em cima que já nasceram completamente podem suportar o aparelho para endireitar e puxar para cima os 4 dentes da frente.
Entretanto fez um orçamento e marcámos nova consulta para pôr o aparelho.

Friday, August 24, 2012

OFTALMOLOGISTA - BONECOS


Os bonecos foram à consulta de oftalmologia, com resultados bastante diferentes.
O boneco aumentou imenso a graduação, quase duplicando e passou a ter 2.75 num olho e 3.0 no outro.
Vai voltar a verificar no espaço de 6 meses e não 1 ano pois está a aumentar muito e se continuar assim vai usar umas lentes especiais nos óculos para evitar aumentar tanto a miopia.
A amorinha continua a ver bem e sem precisar de óculos. O oftalmologista disse que se ela ultrapassar a barreira dos 10 anos então deve só precisar de óculos muito mais tarde e provavelmente para a vista cansada.
Imagem retirada da net

Wednesday, August 22, 2012

Resumo das férias em Portugal



(Post extra longo, para referência, com data de publicação alterada)

20/7: À hora de almoço deixámos as malas no jetfoil para nos facilitar a vida depois de um dia de trabalho.
Assim, ao fim do dia, foi chegar a casa, tomar um banho, comer qualquer coisa e ir para o jetfoil.
Levámos o carro e um amigo levou o carro para nossa casa.
Jetfoil às 20h15 e avião às 23h25. Desta vez fomos na classe conforto das linhas aéreas turcas. Os lugares são espaçosos e gostámos bastante. O aeroporto de Istambul, Ancara, é que é um bocadinho confuso e tinha gente a mais na parte de trânsito.

21/7: Chegámos a Lisboa estourados pois o tempo de espera entre aviões são quase 5 horas.
Como parti com dores de garganta, ao aterrar tive umas dores terríveis de ouvidos e a sensação de que me ia rebentar o tímpano. Aterrei sem voz e não ouvia nada, o canal do ouvido não fechava…
Fomos para casa desfazer malas e ainda fomos ao supermercado comprar umas coisas.

22/7: Continuava com dores de garganta e de ouvido e decidi passar pelo Hospital CUF Descobertas. Quando fiz a triagem deram-me uma pulseira amarela que eu nem fazia ideia do que era nem nunca tinha visto e disseram-me que estava com 38.5 de febre e perguntaram se tinha dores de cabeça. Para quem fez uma viagem e quase 24 horas sem dormir grande coisa achei que as dores de cabeça eram normais…
Fui chamada quase de seguida e vista por uma médica que me mandou levar uma injecção de penicilina e levar soro. Depois voltei a ser vista pela mesma médica que me receitou antibiótico e anti inflamatório. E assim passei as primeiras 3 horas do primeiro dia de férias…
E os putos à espera na cafetaria do hospital com o pai…
Saí do hospital para ir almoçar com a minha mãe e o meu irmão M., que por acaso tinha chegado de um espectáculo qualquer numa pedreira…
À tarde os miúdos foram para a piscina em casa do avô e jantámos por lá.

23/7: Dia de cabeleireira para mim, o filho e a filha. Depois dos filhos estarem prontos o pai levou-os para a piscina em casa do avô.
À noite levámos a avó S. para passar a semana em nossa casa já que ela estava de férias nessa semana.

24/7: Fomos almoçar ao “Bom dia” que mudou de sítio e agora está no meio do jardim de Paço D’Arcos. À tarde fomos ao Cascais Shopping dar uma volta e jantámos com o padrinho do papá em Alcabideche.

25/7: Dia de Kidzânia. A minha mãe achou piada ao facto deles terem de “trabalhar” para ganharem dinheiro para depois poderem comprar coisas.

26/7: Como o meu boneco tem um pézinho delicado e está a calçar 39 fomos comprar uns patins novos para o hóquei em patins. Para variar voltei a perder-me ao tentar encontrar a loja. Novo tamanho de patins que esperemos que dure para 2 anos: 42!
Depois levámos a avó a dar um passeio por Cascais onde almoçámos no restaurante “Rosa Finest Home Cooking Cuisine”. À tarde visitámos a D.T. (tia 21) e depois o papá foi com os bonecos ver o filme Madagáscar 3 e eu e a minha mãe fomos às compras. Aproveitei os saldos para comprar algumas roupas para os bonecos, mas como já era fim de época de saldos já não havia muita escolha nem de modelos nem de tamanhos.
À noite fomos à festa de aniversário da irmã do padrinho do papá e revi pessoas que não via há quase 20 anos.

27/7: Fomos ao Parque dos Poetas, almoçámos no “Bom Dia” e depois fomos aos Pastéis de Belém para matar saudades, afinal só como nas férias… e são tão bons!!!
À tardinha fomos visitar uma amiga da Missão Económica de Macau pois o boneco tinha uma consulta que eu já tinha marcado em Macau no Instituto de Alergias (ICA).
A amorinha ficou com a nossa amiga e fomos como boneco à consulta. E aí foi a parte “gira” pois assim que eu disse que o boneco tinha uma consulta com o médico dele disseram-me logo que devia ser noutro sítio pois o médico naquele da não dava lá consultas, só às quintas-feiras e era sexta. Quando disse ter a certeza que era ali naquele sítio pois nem sabia que o doutor dava consultas noutros sítios e que até me tinham respondido ao meu email a mudar a data que eu tinha escolhido na página do ICA é que foram procurar nos emails de Junho e verificaram que realmente a consulta estava marcada para aquele dia. O médico estava em Cascais e telefonaram a avisar que nós íamos para Cascais e eu avisei que ia demorar pois não conhecia bem Cascais e era hora de ponta.
Mas o médico esperou e consultou o boneco. Voltou a fazer testes de alergia e desta vez acusou alergia a dois tipos de ácaros e a pelos de gato, embora esta última ligeira. Vai fazer uma vacina durante 5 anos para melhorar a imunidade, vacina “feita à medida” num laboratório em Espanha.
Vai fazer também durante 5 anos o tratamento à asma com Symbicort e, quando necessário, Avemys para a rinite alérgica.

28/7: Dia calmo, a manhã passou muito rápida, fomos almoçar ao “Bom Dia” e à tarde fomos com a minha mãe à Primark comprar umas roupas que ela tinha visto. Depois fomos para o Montijo levar a minha mãe para casa que a semana seguinte era de trabalho.
À noite jantar com a família do lado do meu pai. Estiveram presentes o meu irmão R. com a mulher e a filha S., o meu padrinho e a minha madrinha, como filho M., a mulher e o filho deles de 18 meses, a minha irmã S. e obviamente o meu pai e a minha madrasta.

29/7: Um dia calmo, muito azul e cheio de sol, algo raro na zona de Sintra! Um dia muito bem passado na companhia da minha amiga S., da mãe dela, do marido e do filho, o F. que é da idade da amorinha e fala pelos cotovelos como ela. A irmã da minha amiga S. , o marido e a filha também estiveram presentes no almoço. A miúda tem 3 anos e é um doce! Depois do almoço, e pela primeira vez, fomos até à praia das maçãs e os miúdos divertiram-se imenso a correr na areia.

30/7: Fui encomendar a vacina do boneco e depois fomos ao Montijo. À tarde fomos com a minha madrasta à Macro, mas não achei os preços nada de especial… e mais tarde os miúdos divertiram-se na piscina da casa do avô!

31/7: Como o meu ouvido me continuava a incomodar procurei o meu otorrino e fui a uma consulta onde me chamou de picuinhas, mas depois viu que realmente tinha uma otite cerosa e deu-me o Rosilan, que todos conhecem mas eu não conhecia… Almoçámos na Mátria onde reencontrámos o João e o António.
À tarde encontrámos um amigo de Macau que está a viver em Portugal, o A.S. e depois fui com os bonecos à Sportzone aproveitar os saldos e tentar calçá-los para o ano lectivo.

1/8: Dia de reencontro com a amiga açoriana, o marido e as filhas para ir ao Kidzânia que as miúdas dela não conheciam. E reencontro anual com a nossa amiga que está a viver no Bahrain e filha, ex-colega de turma do boneco aqui em Macau. Foi um dia muito bem passado, aproveitado até ao último minuto. A amorinha e a filha mais nova da nossa amiga açoriana são da mesma idade e deram-se às mil maravilhas. O boneco andou muitas vezes sozinho, outras com a ex colega de escola que também é da idade dele e por vezes a filha mais velha da nossa amiga açoriana juntava-se a eles, mas ela era a mais velha do grupo, já com 12 anos e daí que tivesse outros interesses. Mas ela que achava que não ia gostar do Kidzânia por pensar que era demasiado infantil adorou.

2/8: Fomos ao Colombo, almoçámos por lá e depois os bonecos quiseram ir aos Bichinhos Carpinteiros brincar um pouco.

3/8: O boneco acordou com dor de cabeça e mal disposto com um pouco de febre e o papá achou melhor levá-lo ao hospital. Vomitou pelo caminho e quando lá chegou fizeram o teste para ver se tinha amigdalite mas deu negativo. Deram um soro para ele ir bebendo para ver se ficava no estômago e depois de várias horas regressámos a casa para descansar.

4/8: Devíamos ir para o Algarve, mas como o boneco teve febre no dia anterior decidimos adiar 2 dias para ver se ele melhorava. Fomos até Setúbal para comprar uns sapatos para a Eliana que tinham ficado encomendados há dois dias. Resolvemos passar pela ponte 25 de Abril porque era mais perto e porque é raro passar naquela ponte. Que má escolha! Houve um acidente e havia um engarrafamento enorme, que começava depois da saída para Almada e ficámos retidos na auto-estrada durante mais de uma hora, ao sol e eu a pensar que o boneco ia ficar ainda pior e que a amorinha também ia ficar doente.
Quando chegámos a Setúbal fomos almoçar um belo peixinho e só depois fomos comprar os sapatos da amorinha. O papá achou a Foreva de Setúbal muito mais simpática que as de Lisboa e acabou por comprar também sapatos para ele e até eu comprei umas sandálias.
Jantámos no “Bom Dia”.

5/8: Por insistência da amorinha decidimos ir para o Algarve. O mano estava bem e partimos por volta das 10h.
Passámos a ponte 25 de Abril e desta vez demorámos muito menos que as 2 horas do dia anterior a chegar a Setúbal. Ficámos na fila dos barcos para Tróia e os miúdos acharam imensa piada entrar no barco de carro. Dentro do barco, saímos do carro e fomos tirar fotos a Tróia.
Depois de atracar fomos em direcção à Comporta, sempre pelo litoral até chegarmos a Sines onde demos uma volta pelo castelo e tentámos encontrar um sítio para almoçar, sem sucesso. Assim continuámos pelas praias e parámos num restaurante à saída de Sines, na praia, chamado “Trinca Espinhas” onde almoçámos.
Continuámos sempre à beira mar, parando de vez em quando para admirar a paisagem e tirar umas fotos até chegarmos a Porto Covo. Depois fomos ao farol do Cabo Sardão e seguimos em direcção à praia da Zambujeira do Mar onde finalmente, já ao final do dia deixei a amorinha fazer aquilo que ela estava a pedir há muito tempo: molhar os pés. Estacionámos mesmo no ponto mais baixo junto à praia e eles foram pelas pedras do regato que vai dar à praia e eu queria ir pelo outro lado que não tinha pedras, mas depois desisti de os convencer e fui atrás deles. Vi alguém ir agarrar a amorinha e fiquei a pensar se ela se estava a desequilibrar mas não me pareceu e já não tirei os olhos dela a pensar quem estava a mexer na minha amorinha. Depois vi o boneco voltar para trás e vir dar um beijinho à rapariga que estava a segurar a amorinha e ao aproximar-me reconheci a filha duma amiga de Macau que foi estudar para Lisboa no ano passado. E ficámos a comentar como o mundo é pequeno e como a probabilidade de nos encontrarmos naquela praia era tão pequena e que há imensas praias que eu dizia à amorinha que na próxima é que ia molhar os pés… foi mesmo engraçado!
Depois continuámos em direcção à Fortaleza de Sagres onde chegámos já ao final do dia, mas ainda estava aberta, e foi uma agradável surpresa descobrir que só fechava às 21h. Fizemos a volta completa à fortaleza, mas estava muito vento e muito frio. Vimos o por do sol e divertimo-nos. Saímos de lá já de noite e só em Lagos conseguimos encontrar um restaurante para dar jantar às crianças que estavam a morrer de fome.
Chegámos a casa do meu pai, em Vilamoura depois da meia noite…

6/8: A amorinha passou o dia a queixar-se que estava quente, mas ninguém a achou muito quente e eu nem me lembrei de verificar se tinha febre pois também não a achei muito quente. À tardinha, depois das 16h decidi pôr-lhe creme para irmos um pouco a praia e achei que estava muito quente e aí é que medi a febre e tinha 38.5 C. Obviamente já não foi à praia e dei-lhe logo Benuron. O boneco queria ir à praia e deixei a amorinha com o pai e fui um pouco com ele à praia, mas achei muito vento e o meu ouvido não gostou…
À hora de jantar o papá teve de ir à farmácia comprar Brufen pois a febre já estava novamente a subir e ainda não eram horas de tomar novamente Benuron. Nessa noite a febre subiu aos 40.3 C e eu já estava a começar a ficar desesperada e com medo dela ter convulsões. Demos-lhe banho com água morna com ela a tiritar de frio e depois coloquei-lhe gelo nas axilas e nas virilhas e, de madrugada, quando voltou a tomar Benuron a febre finalmente baixou.

7/8: Levámos a amorinha à Clinica Médica de Vilamoura onde lhe foi diagnosticada uma amigdalite e foi proibida de ir à piscina e à praia até estar 24h sem febre depois de deixar de tomar os medicamentos. Receitaram-lhe Augmentin e Benuron para a febre.À tarde estava muito bem disposta e já não necessitou de tomar medicamento para a febre.

8/8: Estar com uma criança de 7 anos doente, num condomínio com a piscina à frente da varanda da sala que fica no rés-do-chão não é fácil. Mas o dia passou sem febre.

9/8: A meio da manhã, depois de 24 horas sem febre e depois da amorinha me pedir muitas vezes para ir à piscina deixei-a ir com o boneco dar um mergulho, o que deu mau resultado pois ao final do dia voltou a febre.

10/8: Amorinha sem febre, mas por precaução não foi nem à praia nem à piscina. O mano por solidariedade também não foi, ficou com a irmã a ver desenhos animados e eu com medo dele apanhar a amigdalite da irmã…
Depois do almoço a amorinha e o mano ficaram com o avô e eu, o papá e a minha madrasta, a D. fomos dar uma volta a Quarteira. Passámos pela praia e ainda ganhámos um chapéu de praia da Vodafone, cada um e eu e a D. também um cadeirão insuflável.
Ao fim do dia, o papá sentia-se meio adoentado e ficou a tomar conta da amorinha e do boneco e eu e a D. fomos um pouco até à praia. O boneco telefonou que queria ir um pouco à praia e fui busca-lo, mas pouco mais de meia hora depois de estar na praia queria ir embora pois sentia falta da irmã.

11/8: Saímos do Algarve pouco depois das 10h e seguimos pela estrada nacional em direcção a Lisboa. Parámos em Ourique para almoçar e continuámos viagem. A ideia era entrar na auto-estrada, mas como o trânsito tinha estado tão bom até ali e a estrada também decidimos continuar pela nacional. Mais uma má decisão, mas não conseguimos adivinhar o que se passa. A seguir à entrada da auto-estrada junto a Alcácer do Sal havia um engarrafamento onde ficámos mais de duas horas, das 15h até depois das 17h, com o sol a bater forte e a maior parte das vezes parados. O engarrafamento devia-se à repavimentação da estrada e ao facto de terem cortado uma das vias durante muitos quilómetros.
Quando chegámos ao Montijo o papá não se sentia muito bem, mas tínhamos prometido aos miúdos levá-los à festa de Alcochete e passámos em casa da minha mãe para a levar e fomos todos até Alcochete.
O papá ainda foi até á tenda das comidas onde comemos coratos, entremeada e febras, mas depois quando levei os miúdos a andar no carrocel e fui comer uma fartura com a minha mãe, o papá foi para o carro descansar pois estava com febre e mal disposto. Eu queria ir embora mas ele disse que preferia descansar um pouco no carro enquanto os miúdos brincavam. Mas os miúdos brincaram pouco que este ano achei os carrocéis muito caros, 2 euros cada volta e logo fomos para casa.

12/8: O papá passou a manhã a dormir e os filhos estiveram a brincar. À tarde foi a vez do papá ir ao hospital ver o que se passava, mas teve direito a pulseira verde e disseram-lhe que era apenas uma infecção na garganta.

13/8: Mais uma ida ao médico, desta vez novamente minha pois o ouvido não me deixa em paz e começa a aproximar-se a hora do regresso e eu começava a entrar em pânico com medo de voltar a ter as mesmas dores.
Mais medicamentos e uns medicamentos SOS para usar no avião para ajudar à descompressão.
Fomos almoçar a Mátria e eu cheguei atrasadíssima à cabeleireira onde fui dar o retoque anual nas minhas madeixas. Ainda bem que era o retoque que sempre é mais rápido.
Jantámos no Forum com a minha irmã.

14/8: Os bonecos foram passar o dia com a minha mana, que é também madrinha da amorinha e eu e o papá fomos tratar de papeladas no banco e coisas do género onde dá mais jeito ir sem os pequenos. Os pequenos divertiram-se com a tia e com a minha sobrinha S. Nesse dia, finalmente consegui comer uns belos figos das figueiras do meu pai!

15/8: Almoço em casa da amiga do papá, a H. e os bonecos divertiram-se a brincar com as filhas dela, embora o boneco reclame que a maioria dos nossos amigos só tem filhas :)

16/8: Fomos visitar a D.T. (tia 21) já para despedir pois o fim das férias aproximava-se a passos largos.
E este foi o dia em que visitei mais centros comerciais pois precisava comprar um aspirador e não via nada de especial a preços decentes pois só é usado um mês por ano por isso não convém ser caro para ficar lá a estragar-se.
Fomos ao Jumbo à entrada de Cascais mas não vi nada. No Oeiras Parque a rapariga disse que havia o modelo que queríamos em Telheiras, no Continente, mas ao chegar lá afinal era erro de computador. Fomos ao Colombo ver o aspirador e tentar fazer compras já a pensar no regresso mas não consegui comprar quase nada pois as coisas de Verão estavam demasiado escolhidas e as de Inverno eram demasiado quentes.
Ainda fomos ao Dolce Vita Tejo onde acabámos por jantar. E admiro os meus bonecos que não reclamaram nada o dia todo de tanta volta!

17/8: Dia de fazer malas… ficámos em casa e só saímos ao fim do dia para ir a Belém despedirmo-nos dos pastéis :) e a amorinha quis ir ao jardim brincar um bocadinho.

18/8: Por insistência da amorinha que adora toda a gente e como tinha as malas feitas e as coisas quase arrumadas, fomos ao Montijo despedir-nos da família que a amorinha já estava a morrer de saudades por antecipação. A minha amorinha é mesmo um amor!
À noite foi arrumar e limpar tudo e tapar para não ficar a apanhar pó.

19/8: Dai de partida. Como um mês passa rápido! Saímos de Lisboa às 14h45 no voo da Turkish, fizemos escala de 3 h que foi o tempo suficiente para comer no aeroporto de Istambul.

Tuesday, August 21, 2012

FIM DE FÉRIAS OU DE DOENÇAS?


Acabaram as férias!
Ou talvez deva dizer, finalmente acabaram-se as férias!
E espero que com elas todos os azares que este ano nos aconteceram enquanto estivemos em Portugal.
Eu estava tão contente e tinha tantos planos de coisas que queria fazer, sítios onde queria ir… e afinal não fiz nada do planeado…
Mas o que interessa é que estamos todos bem neste momento!

Conseguimos embarcar (20/8) antes do tufão Vicente vir fazer estragos aqui em Macau, mas parti com dores de garganta que pioraram no avião e aos poucos me foram deixando sem voz, ao ponto de aterrar em Lisboa completamente afónica… mas, pior que isso foi as dores de ouvido que senti ao aterrar, com a sensação que me ia rebentar o tímpano… e depois o canal do ouvido abriu e não fechou e eu continuei assim depois de sair do avião e a ouvir mal as pessoas.
No dia seguinte (22/8), ainda afónica e muito aflita do ouvido decidi que era melhor ir ao hospital e tive direito a uma pulseira amarela, soro no veia e uma injecção de penicilina, mais uns antibióticos para curar a infecção…

Entretanto, no dia 2 de Agosto, à noite, o boneco queixou-se que lhe doía muito a cabeça e que tinha muito calor. Quando fui ver estava com febre. No dia seguinte continuava mal disposto e fomos ao hospital. Verificaram que não tinha amigdalite mas como tinha vomitado estava desidratado esteve a beber um soro e só foi dispensado depois de não ter vomitado. A médica suspeitou de início de estomatite…

E, como as “ites” gostam muito de nós, no dia 6 de Agosto, no dia seguinte à nossa chegada ao Algarve, a amorinha passou o dia a dizer que tinha muito calor e se sentia muito quente, mas não ligámos muito pois estava calor. Ao final da tarde, quando lhe fui pôr creme para irmos à praia é que a achei muito quente e quando verifiquei já tinha 38ºC de febre… Já não fomos à praia, mais tarde Benuron e por volta das 21h o pai teve de ir à farmácia comprar Brufen pois a temperatura já estava novamente alta (39ºC). No dia seguinte fomos ao médico confirmar a amigdalite e uma semana a antibiótico…

No regresso do Algarve, depois de uma semana de tortura para a amorinha pois não podia ir à piscina nem à praia e a piscina ficava mesmo em frente à varanda…, o pai apanhou muito sol no carro numa fila horrível de quase 2 horas no IC1 pois estavam a alcatroar a estrada entre Grândola e Setúbal.
Nessa noite teve febre e no domingo, dia 12 foi a vez dele ir ao hospital confirmar a infecção na garganta.

Pelo meio houve umas visitas minhas ao otorrino pois o meu ouvido tinha uma otite escondida que o Clavomix não tratou e como até estar quase de regresso a otite curou mas a impressão no ouvido não desapareceu ainda tomei mais uns anti inflamatórios e umas gotas para o nariz para usar no avião para aliviar a pressão (Vibrocil) pois o ouvido não faz a descompressão. E, parece que a partir de agora vai ficar assim para sempre.

E, para hoje ficam os “azares” de 4 semanas de férias com uma semana doente para cada um e eu a anti inflamatórios até agora…