Thursday, July 02, 2009

JÁ BRINCA

O meu boneco já brinca e é tão bom vê-lo a sorrir e a brincar!
Continua a antibiótico e com "uma tosse de cão" que não passa nem por nada e não o deixa dormir.
Teve um episódio de sonambulismo na terça-feira à noite.
Levantou-se foi à casa de banho e ficou lá parado a olhar para a sanita. Fui ter com ele e perguntei se queria fazer xixi, mas começou a choramingar e a dizer que não queria, saiu da casa de banho e ia para a sala mas encaminhei-o para o quarto. Sentou-se na cama a choramingar. Perguntei-lhe se lhe doía alguma coisa e dizia-me "não, não", mas sempre a choramingar. Perguntei se queria água ou leite, mas continuou a responder "não, não" a choramingar. Não se queria deitar e sacudia-me a mão quando lhe mexia, um comportamento que não é o dele. E olhava para mim aflito... e eu acho que estava tão aflita como ele.
Depois arrotou e pareceu ficar mais aliviado e mais calmo e deitou-se. Fiquei junto da cama dele mais um pouco e quando saí ele já ressonava.
De manhã quando lhe perguntei ele não se lembrava de nada.

Retirado da net aqui , aqui e aqui:
"O sonambulismo ocorre no início do sono da criança e pode durar de alguns segundos a quarenta minutos. Consiste em a criança andar pela casa, sentar na cama, falar ou responder perguntas. Atividades mais complexas também podem ser apresentadas como pegar objetos, abrir gavetas, trocar de roupa, destrancar portas ou comer. A criança faz e não se lembra do episódio na manhã seguinte. "

Aqui:
"Um sonâmbulo anda de maneira confusa, mas não costuma chocar contra os objectos com que se cruza. Parece confundido, mas não assustado. Uma criança sonâmbula acorda de repente com o olhar perdido ou confuso. Ao princípio não está completamente acordada nem consegue responder às perguntas. De manhã é incapaz de se lembrar do episódio. Aproximadamente 15 % das crianças entre os 5 e os 12 anos sofrem, pelo menos, um episódio de sonambulismo. Cerca de 1 % a 6 % das crianças, mais frequentemente na idade escolar, sofrem de sonambulismo de forma persistente. Um incidente stressante pode provocar um destes episódios."

Aqui:
"A criança sonâmbula se levanta durante a primeira parte da noite, agindo automaticamente, com os olhos abertos, olhar fixo e movimentos inseguros. Depois de andar algum tempo, costumam voltar à cama ou se deixam levar facilmente por qualquer pessoa. A idade de aparecimento do sonambulismo se dá entre os 7 e 8 anos, com mais freqüência em meninos."

E aqui:
"As crianças tendem a passar por mais casos de sonambulismo se estiverem fatigadas ou estressadas."


A amorinha não teve mais febre, mas teve insónia!
Ontem dormiu uma hora de sesta e à noite não conseguia adormecer. Não sei o que tinha mas foi para a cama às 21:30 e só adormeceu quase à meia noite!

E eu que me queria deitar cedo para descansar que não tenho vocação para enfermeira.
Estou "de rastos" mas está tudo a melhorar. O papá também!

Amorinha
Posted by Picasa

6 comments:

Anonymous said...
This comment has been removed by a blog administrator.
Maria Pereira said...

Ainda bem que os teus meninos estão melhores e o ataque de sonambolismo pode ter sido provocado pelo stress de ter estado doente

Bjs e continuação das melhoras

A mamã said...

que boa noticia
continuação de melhoras
bjinhos

ameixa seca said...

He he, o que um arroto não faz :)
Ainda bem que está tudo a melhorar!

AB said...

Ainda bem que estão melhores os teus meninos.
Continuação de melhoras.
Beijinho

Ana Santos said...

As melhoras para os pequenos.
Eu era sonâmbula em criança, e lembro-me de um episódio em que queria-me deitar numa cadeira, pensava que era a minha cama.
As minhas sobrinhas gémeas eram sonâmbulas, acho que vai passando com a idade.
É aflitivo vê-los choramingar, perguntar o que tem e não descobrirmos. Acontece com o meu Júlio, por vezes é a fralda a transbordar, outras é sede e outras não chego a saber talvez um pesadelo.
A gripe A já chegou à minha terra, está confirmado o caso de uma menina de 3 anos, que veio de viagem do Canadá ou América.
Beijinhos e melhoras,
Ana e seus tesourinhos