Thursday, September 14, 2006

A DESCOBERTA

Na continuação de:
A PONTA DO VÉU I
A PONTA DO VÉU II
A PONTA DO VÉU III
VIAGEM
ATERRAR EM MACAU!
E ENFIM MACAU!



No dia seguinte
Acordei para um mundo novo
Uma vida nova.
A dois
A noite descansada
No quarto dele...
Nos braços dele
Estava feliz
Tão feliz...
Tudo parecia fácil
Tudo estava bem!

A cidade quente e húmida
Fria de relações humanas
Descobrir que o português
Numa administração portuguesa
Num território chinês
É utopia!...
Que ninguém nos entende
Que o inglês
“Lá nos vai safando”
E a tal linguagem que é universal:
A gestual
As figuras ridículas
Eu a tentar perguntar
Eles a olhar
A tentar entender
Ou talvez não...

O olhar dos locais
Sentia-me um ser do “outro mundo”
São tão indelicados,
Rudes e mal educados
A falta de civismo
E de respeito pelos outros
Deixou-me impressionada

A comida...
Nem sei que dizer
Talvez que nada tem a ver
Com a dos restaurantes chineses em Portugal *
Logo no primeiro dia
Um “Yam chá”
Um almoço chinês
A maior parte da comida
Feita a vapor em cestos de bambu
Com amigos do papá
Alguns conhecia de Lisboa
Outros via pela primeira vez...
A diferença de mais 7 horas
O cansaço da viagem
O nervoso, sei lá que mais
Fez-me detestar a comida
Que agora adoro
Passei o almoço
A beber chá...
Estava tão mal disposta
(Não, não estava grávida)
As pessoas falavam (falam!) muito alto
A sensação de estarem todos a discutir
Todos zangados
A gritar uns com os outros
Mantém-se até hoje
Agora sei que é normal
Que os chineses falam todos alto

As perguntas de cortesia
Para mim idiotas
Já não me irritam como antes
(mas ainda irritam...)
Aqui é cortesia perguntar
Ao encontrar alguém na rua onde vai
Se for hora de almoço perguntar se já almoçou
Se está a escrever perguntar se está a escrever!
Enfim, apenas alguns exemplos
Mas às vezes tinha vontade de responder
Que não era da conta deles
Limitava-me a sorrir
Ainda me limito a sorrir
Porque realmente não sei o que responder.

A humidade, o calor insuportável...
A constante “sauna” que é andar na rua
A ameaça dos tufões...
A chuva no verão com calor
O Inverno seco sem chuva
Com apenas alguns dias de frio
Mas de um frio tão intenso, cortante...
Tudo era um mundo novo.
Mas eu estava feliz.

46 comments:

reborn said...

Um mundo cheio de amor verdadeiro :)
Beijinhos fofos !***********

_+*A Elite in Paris*+_ said...

Ola querida Sandra :) acabei de ler os teus tres ultimos posts que ainda nao tinha tido a ocasiao de comentar :) a tua historia é realmente mto bonita...!!

Acho giro saberes exactemente como o teu Daniel foi "fabricado". Com mto amor, apesar do mundo estar incoerente.

beijos a ti, do outro lado do planeta :)

Piquinota said...

:) Mas apesar de todas as dificuldades, aguentaste-te!:) Admiro-te muito por isso!!

Realmente, o amor ultrapassa barreiras, não é?


Jinhos

PS- Eu, apesar de tão próxima de ti neste momento... vejo um mundo tão diferente do que descreves... parecem-me tão delicados, tão corteses e educados...:)

Noite said...

E cá estás tu, nesta terra de que se aprende a compreender e a gostar. :)

Florzinha said...

ola

o amor anda no ar!

O amor suporta tudo! até coisas k nunca pensamos suportar!

tudo de bom para ti e familia! fica bem! bjs

bolacha said...

O mais importante de tudo é qestavas feliz, certo?

Miduxe said...

Ai! Na verdade levamos tempo e tempo a tentar habituarmo-nos a coisas que no fundo nunca nos habituaremos, mas acabamos por aceitar...
Viva o grande amor!
bjs

Luísa said...

Estavas feliz e isso era o mais importante....
Mas imagino que não fosse fácil.


Em resposta à tua pergunta: Tenho os meus pais ao pé... que me tomam conyta da Leonor.
Mas sabes sou filha única e isso desde pequena sempre me causou muita tristeza... sempre me fez sentir muito, mas mesmo muito sozinha...

beijocas

Tânia said...

Como te admiro! E que bela aposta de vida fizeste!
Beijocas grandes

mãe tataruga said...

Já não passo sem vir aqui.
Cada vez te admiro mais.
Um beijão muito grande.

Raquel said...

Com tantas contrariedades o Amor foi mais forte que tudo :)
E isso é a coisa mais Linda...
beijo muito doce :) e um obrigada pelas tuas palavras de carinho

Iola said...

Aprendi que aquelas figurinhas pequenas, sorridentes e que mal se ouvem nos restaurantes chineses, falam alto quando estão no seu ambiente!!! Ahhh, que giro!!

Devias estar perdida, mas apixonada, por isso tudo o resto te passava ao lado!!

Bjinhos,

Marta said...

Sabes? És tão humana, tão cheia de conteudo e, ainda que virtual, tão real. Que é impossível não devorar cada linha.
Que a vossa felicidade se mantenha, e que nos continue a presentar com tanto de amor.
Beijocas grandes.

kuka said...

É estranho...Acho que a maior parte das pessoas têm uma ideia errada dos Chineses! sempre pensei que fossem afáveis e sorridentes. Também, só os conhecemos dos filmes.

Ana Lucia said...

Tão lindo. Tanto amor... sabe muito bem recordar, não é?
Muitos beijinhos

veliam said...

Mas que país tão diferente, e desculpa dizer mas é mesmo esquisito, perante isso o mais importante é estar ao pé de quem se ama.

Bjs

Jane & Cia said...

O calor do Amor da família e o acreditar, transformam em nosso o mundo que parece dos outros!

Sorrisos da minha Alma said...

Que esse amor cresça todos os dias é o que vos desejo.
Beijos

sandra said...

ADOREI estes teus ultimos posts!!!!

Sei lá.... amei mesmo!

Bjocas e obrigada
Sandra Brema

Zuza said...

:D
o amor é lindo!

Bailarina said...

a nossa terra é onde está quem amamos, sempre acreditei nisso!!tudo pode ser feio mas tu estava feliz e a mim parece me tão natural!!beijos, felicidades

Anna72 said...

:D Adoro as tuas descrições. E admiro-te bastante. Continua assim.

Beijinhos

calamity jane said...

Tenho pena de não conseguir acompanhar a par e passo o teu blog. Por falta de tempo. Por visitar outros e tentar "repartir-me" entre todos. SEja como for, já no outro dia te disse o que penso e mantenho. Gosto de ti, miúda. Beijinhos.

Ludy said...

"Mas eu estava Feliz"... Disseste tudo!E isso é mais importante!
Amanha cá estarei para "ver" o proximo episodio! Estou a amar esta historia de amor!
Bjinhos para voçes

Nina said...

E continuas tão feliz!
Esbocei um sorriso maroto quando li o post anterior. O papá tinha o quarto ao lado do dele preparado para ti:)
Ainda bem que acordaste nos braços dele e que se mantém até hoje!
A tua história é digna de um conto de fadas...e como eu gosto de contos de fadas!
Beijinhos,querida!

Ana Paula said...

Quando estamos felizes superamos tudo e foi o que fizeste! Não imaginava os chineses assim, tão frios!
Jinhos

mamã coelha said...

Adorei os teus post... todinhos!
Adorei a tua história, que força, que vida. Só mm com mto amor, valeu a pena mudares-te para o outro lado do mundo e viveres no meio desse povo tão diferente deste aqui.

Bjocas enormes, deste lado do planeta

Amores Perfeitos said...

o q interesse é q tavas feliz!!!

Amélia said...

Assim de longe, não me via numa história assim. A não ser que estivesse muito apaixonada, que amasse muito, e que a celebrasse com filhos.
És uma mulher de coragem, não há dúvida, e gostas do teu marido como o sal da água do mar.
Tu tens pinta!
Beijinhos muitos, muitos.

Rita said...

E assim, fiquei a conhecer alguns costumes de outro continente que nem sequer imaginava.

A adaptação é sempre dificil, mas tinhas ao teu lado a pessoa que amavas e que agora t deu uma linda familia.

Beijocas

rita

helena said...

deve mesmo ter sido um turbilhão de emoções, não é?
beijocas

dixubo said...

Olá Sandra!!!!
Acabei de ler os teus outros posts que não havia comentado! :)
A tua história é de facto muito bonita e é bom poder ler-te e acreditar que afinal o amor "pode tudo"! :))
Apesar de todas as dificuldades vingaste e hoje em dia não só tens uma família linda como podes olhar para trás e dizer: eu tentei, eu consegui, não desisti e hoje sou feliz! :)

Beijinhos

Sandra said...

Adorei a história da tua vida.
Gosto de saber que és feliz.
Espero que o continues a ser..

(esta dos chineses falarem alto faz me pensar no casal que vi na Alemanha, pareciam estar a discutir..ou será que não?? ehehe)

beijinhos
Sandra

Tixa said...

Bem esa fase de apaptação deve ter sido dificil, mas tenho que dizer que te admiro pela coragem de mudar para o outro lado do mundo por um amor.
Estou ansiosa pelo resto da vossa história.
Bjs enormes

keridalindinha said...

Por amor até se vai até à China!!!
Lindo! Estou a adorar a tua história és uma mulher de grande coragem e sentimentos. Sim Eliana, mesmo idêntico a Liane e eu queria que fosse Liana, mas em Portugal Liane é estrangeiro e Liane Português... Vá-se lá entender isto!!!!
Beijocas.

P.S. Estás na minha lista de link's.

RAlabaça said...

E que a felicidade continue para sempre.

Bjs

mamã pintainha said...

Bem tou a adorar ler as tuas historias :)

Só uma curiosidade...sabes falar chinês??

Beijokas gandes

Tânia by Cyprus said...

Que historia lindaaaa! Estou a adorar e prova k o amor ultrapassa oceanos, continentes´, milhares e milhares de kilometros.
Uma curiosidade:falas chines?
O pai que este ano está em Hong Kong e vais algumas vezes a Macau e adora, disse-me que passou um tufão... coisa normal para vocês!!

Mel said...

Realmente miga...não tiveste "apenas" que lidar com a mudança e a falta da família.Foi uma mudança radical de terra, país, cultura, hábitos, alimentação...
És mesmo corajosa miga :0)
beijocas

Mamã do Diogo said...

Tavas com o teu amor,era o mais importante,e tiveste mt coragem em ires p um pais,com uma lingua k ninguem percebe lol e a comida entao :S minha rica comida lol.
Beijokas

DIANA - MÃE DA MARIA said...

O amor move montanhas.
bjinhos

vera said...

olá

ai amiga isso eram mudanças demais para mim!

mas por amor ...

jocas
vera

Manela said...

Depois de ler pensei: arrependeu-se
Mas não, pq no fim dizes que estás feliz.
E eu só posso dizer: que grande amor.

carla m. said...

Ando com grandes problemas a conseguir te comentar!!!
Então eles falam todos alto? na sabia mesmo!!!
Admiro mesmo a tua coragem porque mesmo por um grande amor, é preciso ter coragem...
Beijos

Mãe said...

Gostei de ler a tua história... já me tinha perguntado como terias ido parar à outra ponta do Mundo. Realmente, há histórias na vida de cada um que nem se imaginam...

Anonymous said...

o que eu estava procurando, obrigado