Thursday, May 03, 2007

Amor da mamã

Amor da mamã
A mamã não é perfeita, muito pelo contrário.
Tem defeitos (muitos) e também muita falta de paciência, principalmente quando está cansada e quem acaba por aturar a mamã são vocês, especialmente tu.
O facto de seres um dos meninos mais lindos e bem comportados que conheço faz com que exija mais e mais de ti, cada vez mais, e muitas vezes esqueço-me dos teus 4 aninhos de inocência.

Com o nascimento da mana foste como que obrigado a crescer e, como sempre compreendeste o que te dizia, acedias quando te pedia para não fazeres barulho para a mana dormir que depois eu ficava contigo, acedias em ceder o brinquedo que tinhas na mão porque a adoras e não queres que ela chore, deixas que ela abra a porta quando tinhas de ser sempre tu a fazê-lo... e tantas, tantas coisas que agora não me lembro mas que fazem com que te adore muito.

Mas não fazem com que deixe de exigir que te vistas sozinho de manhã porque tenho de vestir a mana, que laves os dentes sozinhos, que te calces, que comas sozinho (e tu és tão preguiçoso a comer...) e tu muitas vezes o fazes, mas há outros dias em que também queres miminho, também és o meu bebé.

E a mamã, sempre com falta de tempo, de tal modo o digo que tu já me perguntas se tenho tempo... E eu não gosto de teres de me perguntar se tenho tempo porque para ti e para a mana eu devia ter sempre tempo, SEMPRE, meu amor.

A falta de tempo de manhã e ao final do dia...
Vendo bem é o único tempo que passo contigo e com a mana e ainda vos ralho
Tenho de mudar, sei que é o meu ponto fraco, mas fico facilmente irritada se vejo o tempo (sempre ele!) a passar e não estás despachado.
De manhã é o stress para ir para a escola, à noite para ir dormir...
E depois grito para que te despaches e implico porque calças as meias tortas e devia era ficar contente porque o fizeste...

A mamã tem estado a mudar, tens ensinado muitas coisas à mamã, ensinaste-me a ser mamã, a tua mamã, a que aos teus olhos é a mais bonita e que tu dizes que amas muito, mais e mais e a quem dás beijinhos sem ninguém pedir e pedes para fazer cócegas e tantas coisas boas.

A mamã que costuma acalmar o ambiente quando o papá se irrita contigo e tu vens procurar refúgio nos meus braços, mas não te refugias no papá quando a mamã se zanga contigo, ficas apenas a chorar. Pequenas diferenças que fazem com que essas lágrimas doam muito à mamã depois.

Estás crescido, estás lindo, estás refilão e teimoso (e tens a quem sair, igual à mamã...) e a mamã está a deixar de ter um bebé em casa para ter um menino e só precisa de um pouco mais de tempo para tentar encontrar mais paciência para gritar menos...
Amo-te muito!

21 comments:

mãe tataruga said...

A falta de tempo tem dessas coisas... eu queixo-me do mesmo, tambem ralho com o meu por não se despachar e a culpa é sempre da mesma coisa... falta de tempo.Ele até já faz mta coisa para a idade que tem...
Beijinhos e boa quinta

sorrisos da minha alma said...

Vivemos todas um filme muito igual... ainda este fim de semana eu falava com o meu marido se ele ganhasse o dobro eu não pensaria duas vezes... ficaria em casa a criar os nossos filhos...
Um beijo grande

Jane & Cia said...

emocionada!


pois mesmo com falta de tempo o que não falta é um imenso amor.... o caminho há-de ser encontrado!

carla said...

Este post poderia ter sido escrito por mim, é que sinto precisamente o mesmo e o meu ponto fraco é mesmo o final do dia e ele que é tão paciente e crescido....

Beijos

eu-sei-lá said...

A falta de tempo é um mal geral, tanto aqui, como na China ;)

Também sinto o mesmo que tu...

Beijocas
Ruth+Diogo

keridalindinha said...

A mamã ama sempre independentemente da enorme falta de tempo! Mas o mal é geral!
beijocas.

Carla Iglesias said...

Olá Sandra,
Fiquei comovida com o teu texto. É exactamente como me sinto, e de certeza como muitas mamãs que trabalham sentem ao inicio e ao fim do dia.
Eu também exigo tanto da Ângela ,só como dois aninhos, porque ela sempre foi independente, e ás vezes até me esqueço que só tem 2 aninhos feitos agora.
Ralho com ela porque tira os brinquedos da irmã, porque ao inicio do dia começo a ficar atrasada e ela não se quer vestir, ao fim do dia porque estou cansada e quando deito a mana, ela vem aconchegar-se ao meu colo a dizer: colo, colo. A querer miminhos porque sente a minha falta, porque sente que já não tem que me repartir com a mana porque a mana já está na cama...
Também estou a tentar mudar, tentar dar mais todos os dias..

Beijinhos
Carla

Marita said...

O dia-a-dia e a vida já são tão exigentes e com filhos então...nem sei! Imagino que deva ser frustante querer ter tempo para tudo, especialmente para os filhos e ver que não dá para fazer metade do que se gostaria de ter feito.
Não tenho filhos (ainda) mas quando leio estes desabafos (testemunhos), revejo-me neles, de certa forma. Infelizmente sei que vai acontecer comigo a mesmissima coisa. É pena, mas não dá para ser de outra forma.
O teu menino é um pequeno homenzinho e pelo que "conheço" dele, ele deve de perceber muitas coisas, mas é claro que ele te "cobra" a falta de tempo para ele, eles gostam de ter as mães só para eles nem que seja por um bocadinho. Este fim de semana sai com os teus filhos e brinca bastante com eles, eles vao ficar muito felizes e tu também vais ficar com o coração mais aliviado :)

beijinhos

sandra said...

So me ocorre dizer que fiquei com lágrimas nos olhos....
Penso que sabes porquê.
Uma beijoca boa.

Sandra (TIago e diogo)

Piquinota said...

:) O amor das mães não se perde nem diminui com a falta de tempo!:))


Jinhos

Anna72 said...

Pois é... o tempo! Um bem precioso e escasso! :(

O conteúdo do teu blog permite facilmente perceber que és mãe de duas crianças felizes porque sabem e sentem que são imensamente amadas.

Beijocas ;)

vera said...

pois é, a nossa falta de tempo leva-nos muitas vezes a gritar ou a ralhar com eles, é sempre um stress mas ... ai o tempo!!

jocas
vera e marianita

Luz de Estrelas said...

É. Nessas coisas temos mesmo de fazer um esforço para ralhar menos. Noutras não. Temos de ser como somos. Infelizmente o mundo não tem nada de perfeito, muito menos nós. Hoje escrevi um post sobre isso, por mero acaso, mas tem muito mais a ver com outro tipo de situações, em que os pais deixam de ser quem são para serem bons exemplos e não conseguem fingir por todo o tempo. Neste tipo de casos, sou iguazinha a ti. Gostava de ser mais calma, mas sou extremamente resmungona.

Princesa madalena said...

Que texto lindissimo, um dia quando o Boneco o poder ler vai ficar muito orgulhoso de ti, porque todas as mães se sentem assim muitas vezes, e tu teres a humildade de o admitir é muito bonito.

Obrigada pela dica no meu cantinho, gostei da tua visita. Vou privatizar, se me quizeres continuar a visitar terei muito prazer.

Beijocas

Teresa- filipeecompanhialda.blogspot.com said...

Fiquei aqui de lágrima no olho!!!
Exigimos muito deles mas com tanto amor supera-se tudo!!!
Beijinhos

sofia said...

Fiquei emocionada com este post. è verdade, temos sempre tão pouco tempo e tanta coisa para fazer que às vezes nos irritamos por coisas minimas e nos esquecemos de aproveitar mais e melhor o tempo que temos disponivel...
BEIJINHOS
da Sofia e R

docinho said...

Sem palavras com tão doce amor...

Beijos comovidos

Bigodes de Leite said...

Escreves com tanta doçura!!!!!!!!!vim agradecer a tua visita ao nosso BIGODES e espero que não te importes que te visitemos mais vezes....ficamos fãs!
Beijocas....

Helena said...

quer-me parecer que daqui a uns meses sou eu a escrever um post assim. Tempo, raio de coisa que nunca chega...
beijocas

A mamã said...

Minha linda ..desse "mal" sofro eu
ando sempre assim a lutar contra o tempo também e quem paga são sempree elas tb
que me vêm sempre a dizer ..vamos, anda rápido, bebe o leite depressa etc etc
e depois quando penso nisso fico tão triste tb ...é a vida
Bjinhos
paula

Tânia e Diogo said...

Pois o tempo passa tão depressa que quando olhamos para trás nos arrependemos de dar importancia a estas pequenas coisas!
E pelo que li, ele é realmente muito maduro para a idade que têm! Beijocas e bom fim de semana!