Friday, March 07, 2008

AGRESSIVO?

Quando os sorrisos voltam chega sempre algo para os assombrar.
Ontem a amorinha estava bem, depois do susto, mas no caderno do meu boneco havia um recado da professora para falar com ela sobre o comportamento dele.
Ontem à noite interrogatório ao boneco sobre o que se tinha passado na escola, se tinha batido a alguém, feito dói dói a algum menino, se andava sempre a falar mas aulas, e todas as coisas assim deste género que me passaram pela cabeça.
O pai a zangar-se com ele e eu a dar o assunto por terminado até saber mais sobre o mesmo.

Esta manhã lá fui à escola para saber o que se tinha passado.
Não fiquei surpreendida quando a professora me disse que ele ultimamente se anda a portar muito mal e que está mais violento, que por qualquer coisa bate aos outros, arranha-os, magoa-os e ameaça-os.

Um episódio que ela me contou foi com uma colega da escola que lhe chamou a atenção para ele não falar de boca cheia e ele arranhou-a. Quando outro colega lhe disse que ela tinha razão o meu boneco disse para ele o deixar em paz senão também lhe fazia mal.

Já a semana passada “discutiu e refilou” comigo ao telefone que não queria ir buscar a irmã à creche. Também anda a portar-se mal, a fazer mal à irmã e gosta de a provocar e disputar os brinquedos com que ela brinca.

Andei a ler umas coisas na net e fiquei a pensar se terá a ver com os desenhos animados que vê na televisão, se será uma fase de afirmação, ou o que será.

O caso é tão sério que a professora já falou com ele ontem e me perguntou se eu me importava dela falar com o conselheiro da escola para ver o que ele pensa que poderá estar a passar-se com o boneco. Também será chamado ao gabinete do director na próxima vez que for violento e se mesmo assim continuar violento será mandado para casa, um dia de suspensão... (com 5 anos?). Fiquei preocupada.

A professora perguntou se tinham havido algumas mudanças lá em casa que justificassem este comportamento, mas as únicas coisas que ocorreram foram a morte da minha avó em fim de Setembro e o regresso a Portugal duma colega de turma dele em Novembro. Penso que isso já foi há muito tempo...

A professora perguntou igualmente se ele tinha amigos sem ser na escola e realmente não tem. Ele por vezes reclama disso mesmo e que quer brincar com os amigos no jardim e assim.
Ontem até combinou com dois dos colegas de turma encontrarem-se no jardim mas eles não foram ao jardim e ele estava triste.
Também anda sempre a pedir para convidar os amigos para irem lá a casa brincar com ele pois sabe que os amigos vão a casa uns dos outros e os colegas dele passam a vida na casa uns dos outros, mas como trabalho o dia todo faz-me confusão os miúdos irem lá para casa brincar e só estar a empregada a tomar conta deles...
A professora acha que isto poderá fazer com que se sinta excluído... acho que vou tentar convidar amigos durante o fim de semana.

Se alguém tiver alguma ideia ou souber de algum artigo interessante sobre o assunto eu agradeço.

11 comments:

NaRiZiNHo said...

Hmmm
não será uma necessidade que ele sente de chamar atenção?
Não estará a passar por um periodo de carência?
Por vezes os miúdos escolhem as asneiras como o meio de chamar atenção aos adultos.
:-*

Ana Guida said...

fogo, mas k xatice :( n sei como reagiria perante esta situaçao, mas realmente pode acontecer a qq uma d nos...mas axo k fazes bem convidar os amiguinhos la pr casa, penso k ele se vai sentir melhor...bjs e espero k seja apenas uma fase k passe rapido!*

As minhas melodias said...

Olha miga...
Eu acho que os miudos passam, por vezes, por fases mais agressivas...
O que fazemos? Uhm...
Tentamos saber o motivo e mostrar que não é assim que se resolvem as coisas...
Mas sinceramente...não creio que as atitudes dele justifiquem uma suspensão...
Poderá mesmo ser de se sentir excluido dos convivios dos outros amigos...
Beijocas

Mara said...

Olá...
Achei o teu blog por acaso e resolvi comentar. Espero que não me leves a mal.
Eu acho que é mesmo falta de amiguinhos, é muito importante ter aquele amigo que está sempre na nossa casa e nós na dele. Uma criança de 5 anos não é violenta, se reage assim tem de ter um motivo. E a falta de relacionamento social poderá ser...
Espero que consigam resolver isso depressinha.
Bjs.
Mara

Mãe Gabi said...

realmente é estranho....espero que consigas encontrar o bom caminho pois nao tenho mesmo ideias!
bjs

Anonymous said...

eu também acho que realmente deve ser para chamar a atenção para alguma coisa. pode ser pela falta de amigos, ou por se sentir isolado ou excluido. muitas vezes é complicado para os pais, que trabalham, conciliar isso, mas acho que era verdadeiramente importante! nem que fosse ao fim de semana, nem que fosse para um ou dois irem um bocadinho aí durante a semana, ou até jantar, ou o que seja.
sinceramente não acredito nada que esteja relacionado com filmes ou desenhos animados. os miudos podem gostar de imitar, mas nesses casos não tentam magoar nem ser agressivos.

boa sorte com isso!

laida said...

Eu tambem acho que e uma forma de chamar a atencao.
Nao acho razao para a professora dar tanta importacia, nao estara a exagerar um bocado? Afinal sao criancas!
bom fim de semana.
Bjs

Helena said...

pois, não faço ideia. talvez seja mesmo uma chamada de atenção, talvez por a mana ter estado doente...beijocas

Tânia said...

Realmente tb me parece que deve ser uma fase de afirmação qualquer, mas realmente faria o mesmo que tu e procuraria a causa das coisas... Ele não te diz nada sobre o que poderá motivar isso? Bjs

Maria said...

Sem duvida que será uma fase mas talvez fosse bom tentar saber o que provoca essa violencia.

Mil beijocas e boa semana

Maria Pereira

Loira said...

Concordo com as minhas melodias.
São fases completamente diferentes, mas n posso deixar de te contar a minha experiência...
O Zézinho tb anda numa fase agressiva com os outros meninos. Puxa cabelos, empurra, bate... muitas vezes nem é de raiva, mas sim de excitação :s. No colégio dele há psicóloga (como ajuda!) e ela diz que é só uma fase. Deu-me os seguintes conselhos:
1) Não valorizar os maus comportamentos: ou seja, não passar a vida a dizer que ele anda agressivo, q se porte bem, que não bata... etc. Porque aí estamos a chamar a atenção para uma coisa que não queremos que ele faça.
2) deixar que eles se entendam e só interferir se a situação se descontrolar.
3) Em caso de descontrolo dizer que fez errado, não bater, mas agarrá-lo e colocar de castigo uns minutos, por exemplo.
4) Esperar que passe LOL :)
bjoca
(Compra o livro do Mário Cordeiro... tb ajuda muito)