Tuesday, February 24, 2009

14 ANOS

Imagem daqui


Muita hesitação
Muita indecisão
Muitas dúvidas
Muitas perguntas
Sem resposta
Sem retorno
Uma aposta
O acordar de um sonho?
Jovem, ingénua
Abandona o conhecido
Entrega-se nua
Nas mãos do desconhecido
Enterra a cabeça
Assenta os pés
Ouve a sentença
Sem saber quem és
Uma terra que não é sua
Uma língua diferente
Perde-se na rua
Não sabe o que sente
Amor?
Terror?
Pavor?
Tudo lhe passa pela mente
Mente
E a todos diz
Que é feliz
Outras vidas
Num país distante
Parecem esquecidas
No tempo estanque
Mas o mundo avança
O tempo passa
São 14 anos
De ressaca
Desta vida diferente
Que não se explica
Apenas se vive
E se sente
E, começo a duvidar
Se um dia irei voltar…

Escrito a 24.02.2009

16 comments:

margarida said...

Acredito que não seja nada fácil.

bjinhos

Noite said...

E eu 19 :P

ameixa seca said...

Acho que, no fundo, nunca chegaste a partir :)
Mas espero que encontres estabilidade suficiente para, um dia, voltares se é isso que tanto queres ;)
Tiveste a coragem que falta a muitos! Por isso és uma lutadora e uma vencedora!

Cindy said...

Não há pior na vida do que estar num sítio e com a cabeça noutro...
A vida assim ditou e tens que ter força para continuar ou coragem para mudar!

Um beijo bom!

maria-joão said...

Quando não se volta apesar da saudade, é porque o que temos no novo local é superior ao que tinhamos antes. E o pensar no que poderiamos fazer e não fazemos porque no fundo não sabemos se queremos, é desperdiçar momentos de felicidade.
A nossa terra, o nosso sitio, é aquele onde estamos bem. Seja ou não aquele onde nascemos.

A mamã said...

olha e parabéns pela coragem ..que me dera !!!!
mil bjinhos
paula

Mãe Raquel said...

Faz o que manda o teu coração!

Bjs

Cristina said...

Que bonito... E já não voltas, pois não?

Cristina

cilinha said...

Olá Sandra... que lindo poema ...mas a mim me parece que estas muito triste...tu tiveste a coragem que poucas pessoas tem...mas tem´fé que um dia, vais voltar ,nao deve de ser facil porque o teu marido nao é portugues...mas quem sabe um dia .... nao podes deixar-te ir a baixo ta?...

um xi coraçao apertadinho
eu sei o que sao essas saudades apertaro coraçao...

beijinhos

Tita said...

Eu jamais conseguiria conciliar essa mudança em minha cabeça.

Bjs grandes

Maria Pereira said...

Muitos parabéns e que a felicidade esteja sempre com vocês

Mil beijocas

Monica said...

Adoro ler-te :)
Beijocas

Karmen said...

Olá amiga, voltei a este delicioso mundo virtual.

Passei para deixar beijkoas grandes.

Karmen

laida said...

Um poema...
Uma historia...
Uma vida...
Eu tambem senti um pouco isso,
se calhar numa dimensão mais pequena,mas admiro a tua coragem por amor fazemos qualquer coisa.
Sê feliz...
Beijos

Pietra said...

É preciso uma grande coragem para deixarmos a nossa terra...
Força!

Miduxe said...

porque serà que esse sentimento nunca nos larga?
beijos beijos beijos