Wednesday, November 15, 2006

UM DIA NORMAL

Um dia normal porque parece que o vírus já se foi, talvez com o arrefecimento ligeiro do tempo que aconteceu de ontem para hoje...
Um dia normal porque vou descrever o meu dia de ontem, para mais tarde recordar como eram os meus dias.
Aviso à navegação: post muito longo e sem interesse, podem saltar...

7:00 O papá levanta-se, que os homens demoram muito mais tempo que as mulheres a despacharem-se!
7:30 Levanto-me e despacho-me, enquanto o papá vai para a cozinha preparar o leitinho dos dois e aquecer o almoço do boneco e pôr no termo para levar para a escola.
7:45 Acordo a amorinha, que para não variar muito não quer o leite. Limpa rabinho, muda fralda, veste, creme para a alergia no braço, creme para o rabito, creme para os mosquitos, tudo enquanto brinco com ela e recebo daqueles sorrisos que me iluminam a manha e o dia.

7: 55 Acordo o mano e vamos à casa de banho só fazer xixi porque tudo o resto é depois de beber o leitinho, leitinho que bebe deitado, no biberão que tem o “tal” buraco na tetina onde ele enfia o dedo indicador. Quando acaba de beber o leitinho visto-lhe o uniforme e vamos à casa de banho lavar as mãos a cara e os dentes, enquanto a mana anda atrás de nós e tenta escovar os dentes dela mas tudo o que faz é morder o cabo da escova. Calço o boneco, pomos o spray dos mosquitos e estamos prontos para sair de casa. Entretanto a amorinha tem cocó e lá vou lavar-lhe o rabinho e mudar a fralda.

8:15 Saímos de casa já atrasados. Devia ser às 8 horas...
8:25 Chegamos à escola do boneco e já apitou para fazerem o comboio para entrarem na sala. Vai logo para a fila, despedimo-nos e a amorinha chama pelo mano enquanto o mano se afasta e nós vamos embora. Há 15 minutos em que os pais podem ficar com os filhos na sala a ler, mas infelizmente não tenho tempo...

8:45 Chegamos à creche da mana. Subimos com ela muito abraçada a mim. Choraminga quando lhe medem a temperatura (ritual diário) e ficamos à espera que venha uma auxiliar da sala dela buscá-la. Outra auxiliar que não é da sala dela tenta levá-la, ela chora. Abraço-a e não deixo que a leve. Se ela pode ficar sem ser a chorar porque insiste aquela idiota em levá-la a berrar?!!! Chega a auxiliar da sala dela e ela estica-lhe os braços. Vai ao colo da auxiliar, a fazer beicinho, dou o leitinho à auxiliar e digo adeus. Uma lágrima rola pela face dela enquanto a auxiliar se afasta com ela, mas não chora desesperada, não grita...

8:55 Saímos da creche. Estamos muito atrasados!

9:01 Chego ao trabalho. Mais um minuto a acrescentar aos 17 que tinha do dia anterior: 18 minutos para compensar! Tomo o pequeno almoó enquanto leio os comentários que me chegaram por email. Depois leio os que estão no blog e, vá-se lá saber porquê, só chegarão por email no dia seguinte (se chegarem!...). Converso com a minha colega que vem tomar café comigo (ela, que eu não tomo), geralmente sobre as nossas crianças (ela tem duas meninas) ou sobre as aventuras das nossas empregadas. Depois escrevo e publico o post do dia e, se tiver tempo espreito os blogs no bloglines (é mais rápido, pena não dar para comentar). Depois, tenho mesmo de trabalhar.

13:00 Vou a casa almoçar. Enquanto o papá aquece o almoço previamente preparado e põe os individuais e os pratos na mesa, vou recheando um lombo de porco com morcela para o jantar. Preparo salada para o almoço enquanto o papá pica os alhos e corta as cebolas em rodelas para o jantar. Ele tempera a salada e põe a comida na mesa e eu acabo de preparar o lombo. Não tenho vinho branco! Almoçamos e o papá vai ao supermercado comprar vinho branco e frango para o jantar do dia seguinte enquanto lavo a loiça e dou “um jeito” à cozinha. Apanho alguns brinquedos espalhados no chão e escrevo um recado à empregada que faz de babysitter do boneco. Tiro dois dióspiros e ponho na mala para comer no trabalho. O papá chega, tempero o lombo, coloco no forno (desligado) e o recado para a babysitter ligar o forno.

14:07 Saímos de casa, mais uma vez atrasados!
14:31 Chego ao trabalho, mais um minuto para compensar!
Quando chego cedo ainda dou uma espreitadela aos blogs, mas já é tarde e vou directa para os meus papéis.
Se tiver um tempinho espreito uns blogs de culinária para me inspirarem o almoço e jantar do dia seguinte. Se encontrar receitas que gostasse de fazer um dia copio para word. Houve alguns blogs de culinária que desapareceram e com eles algumas receitas que eu ia lá ver mas que não copiava.

17:45 Saio do trabalho e vamos à creche buscar a amorinha.
18:00 Entro na creche e vou à sala de brincar onde estão meia dúzia de miúdos a ver televisão ou a brincar à espera dos papás os irem buscar. O boneco quase nunca lá ficou até tão tarde, talvez uma ou duas vezes... Ela tem de ficar e custa-me tanto. Mal me vê corre para mim com um sorriso do tamanho do mundo, de braços abertos que só fecha no meu abraço. Dou-lhe muitos beijinhos, como que a compensá-la de ter de lá ficar tanto tempo (sei que não o compensam). Pergunta pelo mano e pelo papá. Respondo que o mano está em casa e o papá lá fora. A auxiliar diz que ela fez cocó e vamos para casa.

18:20 Chego a casa e o boneco está com a babysitter no rés-do-chão à nossa espera. Foram ao jardim e esperou ali por nós.
Entro em casa, volto o lombo e ligo o forno novamente. Tiro o frango do congelador, ponho arroz na panela (eléctrica) de arroz e tiro a canjinha da amorinha para aquecer. Ponho no microondas e vou tirar os sapatos à amorinha.

O boneco já ligou a televisão e entretêm-se a brincar e a espreitar os bonecos do Cartoon Network ou do Nicklodeo. O papá vai preparar o banho da amorinha e eu levo a amorinha para o banho. Tenho de ser eu a levá-la. Mal lhe digo: “Vamos tomar banho” ela vem buscar-me pela mão e lá vamos de mão dada até à casa de banho. Pelo caminho levo as toalhas dela e do mano que deixei penduradas na cama de grades para secarem. Dispo-a e ponho-a no banho. O papá dá-lhe banho e eu vou preparar a roupa dela e buscar roupa para o mano. Dou um salto à cozinha, tiro uns feijões verdes para cozer e trituro a manga que ela é preguiçosa e se não for assim triturada não come. Ouço-a a aproximar, tinha muita fome e o banho foi super rápido. Chamo o papá para que não a deixe ir à cozinha que eu tenho a varinha mágica na mão e ela tem muito medo.

Ponho a comida dela na mesa, tem fome mas está quente e não a deixo mexer. Resmunga. Deixo-a com o papá e vou tomar banho como mano.
O papá dá comida à filha e começa a pôr a mesa. Saio do banho, ajudo o boneco a vestir-se, às vezes veste-se sozinho (como está independente o meu menino!), sento-o na zona da bacia de lavar as mãos e ele limpa o vapor dos vidros (gosta tanto de fazer isto!) enquanto me visto.

Vou para a cozinha e o boneco fica a cortar a “grass”(relva) numa folha de papel branco. Espreito o lombo e arranjo o feijão verde. Ponho uma panela com água, sal e um fio de óleo ao lume para cozer o feijão. Acabo de por a mesa enquanto o papá vai tomar banho. O boneco resolve transformar as duas meias folhas de relva numa coroa e pede-me que as agrafe. Ponho o feijão a cozer e vou agrafar as duas metades do papel. Pronto, o meu rei já tem coroa. Fica com um sorriso lindo e dou-lhe um beijinho. Espreito a amorinha que brinca com os carrinhos do mano e com uns copos de plástico. Volto à cozinha. O arroz e o lombo estão prontos. O feijão quase. Ponho as bebidas na mesa e retiro a embalagem do frango, passo-o por água para depois o cortar. (Isto não se faz, pois não amigo Kuka?)

O papá acaba o banho, são 8 horas, sentamo-nos à mesa a jantar. A amorinha continua a brincar pela sala. Vem pedir carne ao papá que está a cortar carne para o mano. Mastiga a carne durante algum tempo e quando não tem sabor cospe na minha mão. Volta para pedir chá (chá verde que eu costumo beber).

20:30 Acabamos de jantar e o papá e a mamã levantam a mesa e arrumo a comida que sobrou. Não lavo a loiça, pode esperar e vamos para a sala brincar um pouco com eles.

20:40 A amorinha pede “titinho”. O dia já vai longo, está cansada e leitinho é o sinal para dormir. O papá faz o leitinho enquanto brinco com eles. Vou deitar a amorinha e o papá e o boneco ficam na sala. Visto o pijama à amorinha depois de lhe mudar a fralda e ofereço-lhe o leitinho. Recusa. Pudera, comeu tanta canja! Dou-lhe um beijinho de boa noite, digo-lhe que a amo muito, que a adoro e coloco-a na cama. Choraminga. Acalmo-a, digo que não faz mal, que estou ali com ela. Sento-me no chão, ao lado da cama de grades e ponho a mão nas costas dela. Faço-lhe festinhas.

21:20 Oiço o mano na casa de banho com o papá a lavar os dentes. Horas de dormir. A mana ainda não dorme. Levanto-me do meu lugar no chão ao lado da cama de grades e falo com ela. Digo-lhe que o mano vai fazer ó-ó e que a mamã precisa ir ver o mano e já volta. Normalmente fica a choramingar até eu voltar. Ontem não

Entro no quarto do mano e ele já está deitado. O papá já leu o livro com ele. Normalmente lemos juntos, mas ontem estava cansado. O papá despede-se. O meu boneco pede-me para “dormir” com ele e eu deito-me na cama dele enquanto lhe dou beijinhos e lhe digo que o amo muito. Ele diz que me ama mais, “one thousand, one thousand!” (mil, mil) e pede-me cócegas “computador”. Finjo que ele é o meu teclado do computador e “escrevo” o nome dele e a data de nascimento, o nome da mana e a data de nascimento. E ele ri... Fim de cócegas, dou-lhe mais um beijinho e saio do quarto. A mana não chora e não vou lá.

22:00 Volto para a cozinha. O papá já lavou a loiça e ajuda-me a cortar o frango que ainda está um bocadinho congelado... Preparo a calda de pimento, que ficou muito boa, embora um pouco líquida. Talvez não tenha escorrido bem a água, ou então foi por ter usado a varinha mágica, mas estava com “medo” do cheiro. Não aconteceu nada ;b

Preparei o este frango e pus no forno. Reguei as plantas e apanhei alguma roupa que estava no estendal. Vejo o meu chefe na televisão e vou arrumar a roupa. Mudo de canal e dou uma espreitadela ao Macau Exreme Challenge que estava a passar no AXN.
O papá pôs o portátil na sala.
Fui ao quarto do boneco preparar o uniforme para o dia seguinte e fui ao meu quarto onde a amorinha dormia preparar a roupa da amorinha e a minha.
Fui à cozinha espreitar o frango.

23:10 Sento-me ao computador, cansada e sem vontade de fazer nada, leio “meia-dúzia” de emails e vou fazendo zapping. Como um iogurte e leio um ou outro blog, mas não comento, não me apetece, não tenho nada a acrescentar...

00:30 O papá comunica que se vai deitar. Digo que já vou. Guardo o computador. Verifico se as portas das varandas estão fechadas, se as mochilas para o boneco e para a amorinha para o dia seguinte estão na mesa para ser só pegar nelas e levar, se a minha mala está na mesa, se tenho as chaves de casa. Passo no quarto do boneco e aconchego-lhe os lençóis (o papá minutos antes já o tinha feito, mas ele já está destapado). Entro no quarto e tapo a amorinha. Lavo os dentes e vou dormir.

01.14 A amorinha choraminga, acorda e pede “titinho”. Acordo o papá que vai fazer o leitinho enquanto fico com ela ao colo. Dou-lhe o leitinho e deito-a, fica a dormir.

02.14 Acorda a choramingar. Vejo as horas, pensava que já era manhã. Tenho tanto sono!
Acalmo-a, faço-lhe umas festinhas e ela parece dormir. Deito-me e recomeça a resmungar. Não ligo, penso que se vai calar, mas começa a chorar cada vez mais alto. Chama pelo mano a soluçar. Levanto-me, faço-lhe festinhas e digo para não fazer barulho para não acordar o mano. Estivemos no deita-levanta cerca de uma hora. Dou-me por vencida. Puxo a cama dela para junto da minha (ainda bem que tem rodas!) e ponho a mão por entre as grades. Não lhe toco, mas ela adormece descansada. E eu também, primeiro que ela e só acordámos às 07:20 para recomeçar tudo outra vez.

31 comments:

Ana Maria said...

Sou eu q dou o 1 sorriso a esta mama relampado...
Pois amiga q dia q tu passas hã...
Passas o dia a correr de um lado para o outro mas ao fim do dia sabe tao bem ter a familia toda junta e brincarem todos.
Tens imensa sorte com o teu maido ele ajuda te bastante.

Mts beijokas amiga relampado hehe:)

Margarida said...

Bolas que mereciamos uma medalha..mas das verdadeiras :)
O meu dia também começa muito cedo, pelas 6:30.
Mas não troco o meu pelo de ninguém e aposto que tu também não.

beijinhos para os 3

Joana said...

Bolas... que aterefada! Os dias passam a correr e tem de ser tudo muito bem organizado, eu tb assim o faço! até deixo as chaves já prontas para abrir o carro, eheh! gostei muito de ler, muitas coisas diferentes daqui de portugal! bjs! e ainda bem q agora pelo menos não ha sinais de virus... bjs

Miduxe said...

Deste teu post atarefado, só uma coisa me "salta à vista": o teu marido ajuda-te tanto!!!
Tambem era assim quando só tinham o Daniel??,
bjs

mãe gabi said...

tanta coisa comum...
cansativa, mas compensador.
Mais uma coisa comum...a mão nas grades...mas o meu agarra-me mesmo a mão.!
beijos

Bia said...

Mas que dia!!! chiça que eu não sei se um dia irei dar conta do recado, espero que o meu companheiro um dia me ajude como o teu marido, senão estou feita ao bife, como é que as mães todas aguentam uma pressão destas? super mulheres? quase..., né? Bjinhos fofos apertadinhos.

Nocas e Gui! said...

bem, pelo menos não tens muito tempo para pensar em coisas parvas!é só aventuras, um dia xeio!mil beijocas!

maria-joão said...

Os teus dias são o que se pode chamar tempo preenchido. Mas pelo menos tens im papá interveniente no "preenchimento"dos dias. Sabes que ainda há alguns que é só comer, ver televisão e ler o jornal?

Tânia said...

Que maratona!
Mas ainda bem que assim é... Confesso que me falta ainda ter as rotinas tão bem definidas como tu... Este mês de regresso ao trabalho ainda não deu para me conseguir organizar.
Bjs

RAlabaça said...

O teu dia-a-dia é o de tantas nós... Eu só tenho a Sara, por isso posso espreguiçar mais tempo na cama, e ela espreguiça comigo, tão pequena e já gosta de ficar no quentinho da cama.
Eu não consigo estar no chão ao lado da cama da Sara, tenho q me sentar num puff que lá está. às vezes quando acorda a meio da noite, eu acabo por adormecer de mão dada com ela.

Não percebi o spray dos mosquitos, porque é que têm que por antes de sair de casa?
Beijinhos para ti.

As minhas melodias said...

ENA, ENa isso é que foi teclar :0)
Spray dos mosquitos???
Bjs

Marta said...

Ufa! que até estou cançada!!

O meu tb n é mto diferente, mas ler o teu... bolas!

beijocas, o s+abado não tarda!

vera said...

muito bem!

é longo mas gostei de o ler todinho!

achei graça ao ritual do verem se os meninos têm febre antes de entarem na sala. nunca tinha ouvido tal coisa mas ... tem a sua lógica!

jocas

Meu mais que tudo said...

Estava eu praki tao compenetrada a ler este teu longo mas sentido post que nem dei conta das horas passar só quando te ia a comentar é que me apercebi que já passavam 5 min da hora de saida e eu aki...
Vida de Mulher Mãe é dura né mas no fundo é gratificante, mas ainda bem que o teu marido te ajuda tanto bem sei o valor que isso tem.

Bjs

Amélia do Benjamim said...

Isto é que é um verdadeiro diário!!
O teu dia não é muito diferente do meu... mas gostava de poder ter mais um bocadinho de tempo para mim, que não tenho. Por isso desforro-me ao fim de semana! LOL
Beijinhos

viviana said...

o teu marido é um must!
o meu só ajuda a desarumar!
jokas fofas e tudo de bom

Anonymous said...

Puxa fiquei cansada só de ler...os meus dias são parecidos..só que só tenho uma amorinha e o papá dela chega tarde a casa por isso não me pode ajudar tanto, mas é a vida!

Gostei muito deste cantinho, vou voltar, posso?

Anonymous said...

Amiga, ADOREI o teu relato... :)
Que super-pais que voces são!!!
O Boneco e a Amorinha são lindos........

Beijocas para todos.

Luzinha.

NaRiZiNHo said...

:)))))))))))))))
Gostei tanto de ler este post :)
Sempre me imaginei assim um dia com filhos :).
Vamos lá ver se chegará!
Pois, como alguém disse aqui, é muito bom quando o marido sai a horas decentes e tu também, cá em PT não é bem assim, infelizmente.
Todos na família ficam a ganhar: vocês, porque passam mais tempo com as formiguinhas, e as formiguinhas, porque têm mais miminho vosso ;).
:-*

Nina said...

Bolas, amiga! Até fiquei cansada...não de te ler, mas do teu dia:)
Já li todos os posts em atraso. Ainda bem que o Daniel não pegou a terrível virose da mana(pelo menos ao que parece)...deve ter comido alguma coisa que lhe caiu mal, daí as dores de estômago(ou barriga, como ele lhe chama):)
Deves andar estourada!
Ainda bem que o teu marido te ajuda com as tarefas(todas), senão, mm com empregada, era difícil aguentares(ela já voltou?).
Tenho que te dizer que fiquei impressionada com o teu método!
Consegues, em 10 minutos, vestir a Amorinha...
O teu dia-a-dia é uma verdadeira maratona e consegues ser uma mãe a 100%...parabéns, querida!
Muitos beijinhos

Marita said...

Que vida agitada.
De uma coisa não te podes queixar... de tédio!
Com o dia-a-dia num corropio desses, ufaa!

beijokas

Cláudia said...

Tu não paras um bocadinho...
Sempre sempre a andar ;)
Tu e o teu marido completam as tarefas um do outro ;)
engraçado.
Beijinho

Anabela & Lara said...

que dia a dia!!!
não passas frio...
imagino tu com 2, que complicado, eu com a Lara ando sempre atrasada!!
a dias que deveriam ter mais de 24 horas para podermos descansar um pouco!!

jocas

bolacha said...

Ate fiquei cansada de ler o teu dia.
Nao é nada facil, pois nao?
Parabens ao teu marido que te ajuda muito :)

Medem a temperatura antes de entrar na escola?? que estranho...

Beijos

Cláu said...

Bem, ainda bem que o virus já era.
O teu dia começa bem cedo. A tua sorte é o teu marido dar uma boa ajuda.
Bjos

Scarlett said...

Sabes o que chamo ao que acabei de ler? Felicidade!!!

Tanto trabalho, tanta coisa para fazer, preparar tudo, organizar, ajudar, não dormir, estar presente.

Tudo isto é ser feliz.

Scarlett said...

Mais uma coisa: avisas que o post é longo e não tem interesse. A minha reacção foi: "Todos os post longos da Sandra costumam ser bastante interessantes vamos ver este..."

Teoria comprovada

helena said...

Longo mesmo, mas sem interesse nem pensar. Gostei de saber como é o vosso dia e olha que é bastante atarefado.
beijocas

Costinhas said...

A única coisa com que fiquei banzada foi com a tua hora de almoço!

A minha hora de almoço tem de ser calma. De descanso. A tua é um verdadeiro corropio! :p

Beijos cansados com o relato!

(mas como dizes no post a seguir, os nossos dias, são quase todos mais ou menos idênticos... :p)

http://icecream.blogs.sapo.pt/ said...

Sem interesse??? Qual que...eu gostei!

Rita Oliveira said...

Acho q o dia-a-dia de uma mãe trabalhadora é sempre igual, seja aqui ou na China ;)
Eu tb sou das sortudas que tem um marido espectacular que ajuda imenso!
Mas no final do dia, sabe bem, não sabe???
Bj,
Rita&Afonso