Tuesday, September 25, 2007

ESPERANÇA

Pode ser a última a morrer e pode ser a que tudo alcança mas há situações em que já não há esperança, ou em que toda a esperança é que não sofra (muito) com toda a situação.
E aquilo que se diz num dia é desdito no seguinte, porque chegou a uma idade em que já não tem resistência, em que o corpo está fraco (além de doente) em que as forças a abandonaram e em que o coração está cada vez mais fraco.
Um tumor é o que lhe causa as hemorragias. Falta saber a sua localização, talvez nos rins, na bexiga... Os exames não são recomendados devido à pressão arterial e ao estado de ansiedade que criam, estado também provocado pela doença de Alzheimer de que padece.
A juntar há ainda uma anemia de um grau bastante elevado e uma broncopneumonia que leva à acumulação de especturação nos pulmões. O corpo a desistir, a mente ainda a lutar. É esta a minha sensação.
Não vale a pena, foi o prognóstico da médica. Se fosse minha mãe também não faria os exames, foram as palavras da médica. Será?
Tratar a anemia e a broncopneumonia e dar-lhe medicamentos para aliviar as dores para que tenha um fim com dignidade...
E o que é um fim com dignidade? Um fim numa cama de hospital longe dos que ama e que a amam?
Se eu conseguisse tirar umas férias e ficar lá uns tempos com ela... e ao mesmo tempo seria estranho, estaria lá à espera que partisse...
Assim estou aqui a milhares de quilómetros de distância e a cada toque do telefone fico sobressaltada, penso qual será a notícia, se sairá do hospital e voltará ao lar, se ainda a verei com vida, se partirá em breve ou se ainda demorará, o que será melhor para que não sofra...
Sentimentos contraditórios, emoções difíceis de gerir, ideias confusas que populam a minha mente e não me deixam descansar em paz e me tiram a paciência para tudo e para todos.
E a vida continua (para alguns) e amanhã é um novo dia...

27 comments:

maria-joão said...

Este post lembrou-me os meus próprios sentimentos quando a minha avó se foi em 1995. O que será melhor para quem vai e o que será melhor para quem fica pode nem sempre ser o mesmo.
Eu gosto de acreditar que parte dignamente quem fica no coração daqueles a quem amou.

LP said...

Um beijo.

sorrisos da minha alma said...

Um xi grande em ti.

Monica said...

Beijo grande e abraço apertadinho

Andrea said...

Não o que dizer nestes momentos onde a esperança é mesmo a última a morrer...muita força e um abraço muito apertado cheio de carinho!!!
Beijocas!

kriz said...

deixo-te um grnade beijinho e uma abraço bem apertadinho...

bjs***

carla said...

Um beijo e uma abraço grande....

Cool Mum said...

Um abraço apertado...

maria said...

Quando o sfrimento é tanto, há sempre uma dor imensa..
Força

bjnhho

Teresa said...

A espera pelas "piores" notícias é horrível... deixo-te um beijinho grande!

Bia said...

Milhões de beijinhos c carinho

calamity jane said...

Força força FORÇA

Miduxe said...

Doi muito!
O meu pai morreu estava eu a trabalhar no estrangeiro à mais de um mês; Ele estava doente.. Doeu muito a sua perda e foi ao mesmo tempo um enorme alívio, o seu sofrimento foi curto!
O mesmo desejo à tua avó.
beijo

Mamã trintona said...

Compreendo bem o que sente, miga.
Já por 2 vezes passei pela dolorosa experiência da espera de ver partir um ente querido. E custou bastante quando isso aconteceu.
Mas porque é que tem de haver sofrimento no fim da linha?... Não é justo.
Uma beijoca cheia de força.
Sofia

Meu mais que tudo 2 said...

Acredito que nao esteja a ser nada facil linda...

Vamos acreditar que tudo vai compor-se...

Um beijo e um xi coração

Sandra said...

Lamento tanto...

Um grande beijinho, carregado de força.

Sandra

Pensamentos Felizes said...

vai fazer dia 5 de outubro que perdi a minha avó materna... custa tanto...
Um grande xi-coração para ti
Cris

As minhas melodias said...

Todos os rios um dia terminam o seu curso natural e terminam no mar.
Não desaparecem, simplesmente junta-se a algo maior, mais grandioso.
Coragem amiga

Ana said...

Imagino o que deves sentir, como gostarias de estar com a tua avo que tanto carinho te deu no passado.
Ela esta muito, muito doente espero sinceramente que a sua passagem seja sem dor e rapida, so assim ela podera descansar em paz.
Um grande abraco

Helena said...

uma beijoca muito grande para ti.

eu-sei-lá said...

Um beijo muito grande.
Ruth+Diogo

Maria said...

A vida é assim, não é fácil perceber que alguém que se ama muito vai deixar-nos em breve e nunca estamos preparados para isso.

Muita força e um beijinho grande

Maria Pereira

AB said...

Já há algum tempo que acompanho o o seu blog e admiro-a pela coragem que tem demonstrado neste episodio da sua avó. Não deve ser nada facil para si estar aí tão longe, sabendo do sofrimento desta, e que talvez não volte a vê-la com vida. Coragem e muita força é o que lhe desejo sinceramente. Beijinho.

Manela said...

Um bj meu e um abraço apertadinho do André era o que eu gostava que sentisses para te dar força para aguentar.

Carla Iglesias said...

Olá Sandra,
Muita força para estes momentos + dificeis.
Não sei o que será melhor,estares longe ou perto, se fosse eu não sabia, mas reza muito por ela.

Os petiscos que gosto, eu escrevo-te como os sei dizer:
ácáu/ siumai/ thinthonfan( aquelas massinhas) pei tan c/canja(ovos) xá siu páu( pãezinhos com a carne) , lopaupeiu etc etc.
Conseguiste reconheçê-los assim?

said...

Há muito não passava por aqui e chego num momento muito triste para ti :(
Imagino o que sentes... o meu Avô partiu também com muito sofrimento. Por muito que te custe a ideia, só encontrará paz quando partir... senti isso com o meu Avô, no dia do enterro soube que ele estava em paz, o sofrimento tinha terminado.
Que Deus faça o que for melhor para ela.

Para ti um grande abraço e força!

docinho said...

A lei da vida é dura...
Força!

Beijos carinhosos