Tuesday, September 09, 2008

“GAP” DE 3 ANOS

Durante estas ferias em que estive o tempo todo com os meus filhotes apercebi-me do quanto o meu boneco cresceu.
Olho para ele e já não é um bebé pequeno, é um menino que começou este mês a escola primária.
É um menino teimoso e com personalidade forte, que ainda faz muitas birras e chora e se porta mal, mas é um menino com muita curiosidade sobre o que se passa no mundo à sua volta, com muita sede de aprender como as coisas funcionam.
É um menino que embora por vezes contrariado aceita que não pode fazer algo porque não se pode fazer por ser pequeno ou porque a mamã não tem tempo (e o que me custa quando o motivo é mesmo falta de tempo!) ou dinheiro para comprar todos os brinquedos do Toys’R’us e que mesmo que tivesse não comprava porque ele não lhes daria o mesmo valor.

Nestas férias olhei para o meu filhote com “olhos de ver” como diria a minha avó e fiquei surpreendida com o que vi.
Fiquei também nostálgica e com a sensação que estes 3 anos em que ele cresceu não lhe dei a devida atenção, que desde que a mana nasceu me dediquei mais à mana, que afinal era mais pequenina, e que o descurei um pouco (ou muito).
Fiquei a pensar se não tivesse a mana se não lhe teria dado mais atenção, se não o teria acompanhado mais, prestado mais atenção ao seu desenvolvimento, às suas conquistas e feitos e apoiado mais aquando das derrotas.
Será que foi por eu lhe dar menos atenção do que a que ele achava que merecia que houve uma fase em que andou mais agressivo e a portar-se mal na escola, chegando ao ponto de ter sido chamado ao Director.

Fiquei mesmo abismada com o que ele cresceu e fiquei com pena de ter perdido algo do seu crescimento mesmo sem me ter apercebido que o estava a fazer e agora tenho-lhe dado mais atenção e tentado estar mais com ele e acompanhá-lo mais.
Se inadvertidamente não te acompanhei como querias, desculpa-me, meu boneco, a mamã ama-te muito!


Posted by Picasa

15 comments:

Luísa said...

Ás vezes fico a pensar o mesmo em relação à Leonor.
beijocas grandes

O Príncipe Duarte said...

Pois eu penso que esse é precisamente um dos contras de ter um 2º filho quando o outro ainda tem 2 ou 3 anos...
É mto raro ver alguem reconhecer ou falar assim num blog.
Parabens!

É que por mto que se tente, o tempo não dá para tudo, e atenção que se tem que dar ao + pequeno é muito diferente da atenção q se dá ao mano mais velho.

Mas o que importa é que se sintam sempre amados.

Bjs
alice+duarte

Alice said...

Vou passar agora por essa experiência e na teoria tenho tudo na cabeça. Na prática vai ser bem mais complicado, bem sei.
O que interessa é que eles saibam que os amámos mais que tudo.
Beijinhos

Cristina said...

Pois... Também penso muito nisso. E tento compensar. Mas é difícil!

Cristina

Carla Iglesias said...

Não te culpes,
Acho que as mamãs com mais que um filhote pensam o mesmo que tu.Eu também penso que a Ângela já tem 3 anos e meio( quase) e eu não dei pelo tempo passar quando a irmã nasceu.
Deixei-a crescer, e ser menina muito rápido.Se calhar é por isso que ela é assim( parece que tem mais idade).
Sempre tentei acompanhar o seu crescimento mas acredito que sem querer deixei-a crescer...Ainda por cima com 1 ano de diferença sinto hoje que tive as duas ao mesmo tempo, acreditas?
Bjos
Carla

stardust said...

Pois é sempre esse o problema das mães com mais de 1 filho, conseguir distribuir equitativamente a atenção pelos 2 (ou mais)...

Mas tenho a certeza que não descuraste o teu menino assim tanto como dizes, nós é que temos sempre medo de estarmos a dar mais atenção a um que a outro...

Beijocas

Ludy said...

Por vezes perguntam-me porque nao tenho já um segundo filho... Há a questão eonomica e o facto de o meu filho estar a caminho dos 3 anos e acho-o tão pequeno e precisa tanto de mim, que me leva a tardar ainda um pouco o 2º filho...
Certamente o compensaras agora.
beijos nossos

Isabel said...

Obrigada pela tua visita. Eu penso no que escreves todos os dias. Desde que o bebé Afonso nasceu que a dedicação à minha filha mais velha se aleterou completamente. Ela foi a menina da casa durante 7 anos e meio e de repente teve que partilhar com um bebé reguila e chorão. Mas eu amo-os de forma igual, só que nem sempre o consigo demonstrar...
Beijinhos!

Maria José said...

O tempo passa a correr e nós nem nos apercebemos, o teu filhote está a ficar um homenzinho
bjs

seastar* said...

Revejo-me imenso no que tu escreveste..podia ter sido eu.....tb nem acredito que o meu puto está tão crescido!! bjs

Patrícia said...

Nunca é tarde para "reparar" o que achamos que está mal.

Mas, de certeza, que não deixaste de lhe dar a atenção que merecia. A vida/sociedade é que não nos permite mais, infelizmente.

Bjs

Ana Guida said...

esta mesmo grande, ja vai a escola " a serio" e tudo :)

nao te culpes, tenho a certeza k tens feito o melhor k podes...acredito k nao deve ser facil trabalhar fora de casa, tratar da casa e de dois filhos...

Nós por cá voltámos em força! :) obrigada pela preocupaçao...tenho passado p ca em silencio mas prometo agr ser + participativa ;)

bjs gds*

ângela e daniel said...

Eu acho k todas as mães, com 1 ou 2 ou 3 filhos pensam de forma igual. Todas nós, por alguma razão, julgamos ter perdido alguma coisa dos nossos filhos

ângela e daniel said...

Eu acho k todas as mães, com 1 ou 2 ou 3 filhos pensam de forma igual. Todas nós, por alguma razão, julgamos ter perdido alguma coisa dos nossos filhos

Tânia said...

Deste-lhe uma coisa preciosa, aliás, várias, que é uma irmã e tudo o que de bom isso traz. Bjs