Tuesday, March 13, 2007

AS MINHAS NOITES…


As minhas noites são piores que os vossos dias
Reza assim uma música que agora não me lembro de quem é, mas isso também não interessa nada....
A minha filha é um amor (e eu sou um pouco suspeita para falar sobre o assunto...), mas também é uma pestinha (e aqui provavelmente também sou muito suspeita, mas...).

O meu boneco não me deixou dormir até aos dois anos e aí parece que se fez um “click” e ele passou a dormir a noite toda (e eu comecei a pensar que um bebé até não era má ideia...). Mas isto também é um assunto que já teve os seus dias (deverei dizer noites?) contados, pois agora são as visitas à casa de banho em que a mamã tem de o acompanhar, uma, duas ou três vezes por noite. Porque ele não vai sozinho, fica à porta da casa de banho que é à porta do meu quarto a chamar “Mamã!” até que eu (e às vezes a mana!) acorde e vá com ele à casa de banho.
Depois, já que está acordado, aproveita para me pedir leitinho (e porque a mana bebe...) e ele que já não bebia leitinho durante a noite recomeçou a beber. Nada contra, excepto a parte de eu ter de acordar para ir aquecer o leite!
Mesmo assim, esta parte até fazia (não digo com uma perna às costas) mas meio em “piloto automático” porque é sempre a mesma coisa e depois chegava à cama e adormecia.

A mana, a mana é outra história, ou outra conversa, ou outra gritaria, o que preferirem se bem que a parte da gritaria é a que se adequa a 100%!
Não pensem que estou a brincar, ela grita mesmo, seja às oito da noite, às duas ou às sete da manhã. A rapariga tem uma voz potente e grita, grita! Ela acorda e se eu não acordar quando chama (ainda em voz “normal”) “mamã” então temos o caldo entornado ou a burra nas couves (há tanto tempo que não ouvia/escrevia isto!). É que a rapariga começa a gritar desesperada, parece que o mundo vai acabar. Mesmo assim tenho de dar um encontrão ao pai para ele ir preparar o leitinho porque se eu sair do quarto então, cai o Carmo e a Trindade! Aí, à gritaria junta-se o choro desesperado e é uma berraria pegada.
Geralmente o mano não acorda, mas às vezes acorda e reclama (com razão!) que a mana não o deixa dormir.

Enquanto o papá vai preparar o leitinho mudo-lhe a fralda (sim, porque com tanta gritaria já está tudo acordado mesmo e a fralda não aguenta tanto leitinho – umas 2 ou 3 vezes durante a noite), mas tenho de ir conversando com ela para a acalmar e tenho de ter o timing perfeito, ou seja quando eu acabo de mudar a fralda e pego nela ao colo o leitinho tem de chegar senão voltamos à gritaria : “TITINHO!” Isto geralmente duas vezes por noite (há noites piores!).
E, pronto pensam vocês, bebe leitiinho e cama com ela. Sim, pois, mais ou menos...
Ela bebe o leitinho ao meu colo meio a dormir (e eu também! Tanto que no outro dia até deixei o biberão escorregar e foi ela que o apanhou a olhar para mim, meio irritada – ela não gosta de segurar no biberão!).

Depois dela beber o leitinho ainda lhe faço umas festinhas nas costas para tentar que ela arrote e depois ponho-a na cama. E aqui começa a luta dela para não dormir. Primeiro choraminga, depois refila do calor soprando, volta a choramingar enquanto lhe digo que são horas de dormir e que estou ali com ela. Houve uma altura em que puxava a cama dela para junto da minha e lhe fazia festinhas nas costas, mas ela aguenta horas sem dormir e eu adormeço a fazer as festinhas nas costas e ela grita, pelo que esta solução deixou de funcionar...

Agora, durante cerca de uma hora vamos alternando entre a calma e a gritaria/berraria!
Ela na cama a gritar calor, eu vou e faço umas festinhas verifico se tem calor, dispo-a mais se achar que tem calor, volto a deitar-me, ela volta a resmungar e eu volto a sentar-me na cama e a falar com ela e isto sempre sucessivamente (Esta noite durou das 5 às 6 e meia da manhã!).
E, agora percebem porque ando afastada da net, cansada e com pouca vontade de fazer seja o que for? É que isto não é uma, duas ou três noites, é o normal e eu até só queria dormir 6 horas seguidas, nem é pedir muito, ou será que é?

22 comments:

Paula said...

Bem isso é que são noites complicadas, a falta de descanso também me deixa de rastos, espero que essa "fase" passe depressa para que brevemente possas ter noites de descanso.

Beijinhos

Cristina said...

Ai, as noites...
Com dois, o dobro do trabalho.

Bjos

Cristina

Sorrisos da minha Alma said...

Ela está quase com 2 aninhos, não desesperes. Não será alguma dorzita que ela tenha? Estranho ela proceder assim á noite.
Melhores noites ai para casa
Beijos

Marita said...

Isso é que é vida preenchida.
Dia e noite sempre com coisas para fazer.
Os teus filhos já se aproximam de uma idade que vão começando a deixar de beber o leitinho a meio da noite.
Esperemos que essa fase chegue deppressa para que possas descansar mais.

beijinhos

vera said...

hiiii isso anda mau por esses lados!

olha vou restringir o meu blog mas como estás registada no portal é fácil. quando me quizeres visitar tens sempre de entrar no portal ok?

jocas
vera e marianita

Sandrocas said...

Bem minha linda... isso realmente é complicado...
que noites!!!

beijinhos

Tânia said...

Realmente que agitação... COnfesso que admiro a tua resistência, Quando a Leonor anda meia-dúzia de dias a acordar de noite aos berros eu fico completamente KO...
Um beijinho

Anonymous said...

pois imagino....com dois filhos não deve ser fácil!
mas vais ver que é uma fase que logo passa!

beijocas

Carla O. said...

Bem Sandrinha, sempre posso dizer que entendo... embora não seja essa a ajuda que precisavas...
O Pedro, dos 7 meses aos 2 anos e meio acordava todas as noites e dava-me alvorada das 4 às 6... Quando ele acalmou nasceu a irmã... com ela, começou a 'viagem' pelos 6,5 meses e era várias vezes por noite...
Posso dizer que hoje (figas!!!!) finalmente as noites são boas.
Por isso amiga, não percas a esperança, que a coisa depois endireita.
Um beijo grande :)

Gioconda said...

Xi... quem é que disse que vida de mãe era facil?????

eu-sei-lá said...

Claro que não é pedir muito. Espero que essa fase passe rápido.
Beijocas
Ruth+Diogo

eu-sei-lá said...

Claro que não é pedir muito. Espero que essa fase passe rápido.
Beijocas
Ruth+Diogo

N'linha said...

Ou é coincidência, ou é uma fase normal deles...o meu tb anda assim...acorda a chamar "Mamã ou papá", depende e bem forte, não vá acontecer, não ouvirmos, depois diz que "quei leitinho, po favoi" e fica já a dormir na nossa cama, isto tb seja às 2, 4, 6 ou a qqer hora da noite...tb tem sido um cansaço ultimamente p nós....

mia said...

Vais ver que isso passa brevemente!!
Nokia N70 Desbloqueado T/ Redes c/ garantia 2 anos novo em caixa, factura em nome do comprador por 195€
Se puderem divulguem por favor
Beijinhos

Mamuska said...

E desejo que as noites melhorem rapidamente! Um beijo para ti

mamã gaivota said...

Como te compreendo! O meu melhor pedaço de noite são habitualmente as primeiras 3/4 horas. A partir daqui é de 2 em 2 horas a reclamar sustento :S

Rute said...

como eu te entendo no que diz respeito a comer de noite, o meu tb ainda come, mas depois é dormir com ele. e se tentasses não lhe mudar a fralda nem falar com ela? é o que eu faço...
Um beijo ausente tb

Mamã P. said...

Como eu te compreendo!! Ainda hoje a B. comeu às 4h30... Nesta idade... haja paciência!! A minah sorte é, de vez em quando, deixá-la a dormir em casa dos avós... aí recupero!

Teresa said...

Xiça!!! Que noites... as minhas são bem calminhas!!! Mas nem quero pensar quando vier o 2º!!!
Beijinhos

Tânia by Cyprus said...

Fogo, isso não é nada fácil!!!
Claro que te compreendo e espero ansiosamente que a Amora te dê um bocadinho mais de paz... não deve ser nada fácil!
Bjs

A mamã said...

Arre feitiozinho ..que miuda mais cheia de personalidade eheheh
beijinhos e melhores noites de sono
paula

Ana said...

Tenho muita pena de ti, nunca passei por isso com a minha filha sempre comeu e dormiu sem problema.
O sono eh muito importante nem sei como consegues de manha ir trabalhar e teres sempre as baterias carregadas.