Monday, March 05, 2007

ROTINAS

Com crianças é importante haver rotinas.
Pelo menos para mim, talvez para os outros não o seja, mas sei que tudo corre melhor se tudo, todos os dias seguir um determinado padrão.
O meu filho foi assim habituado. A minha filha também.

Nas férias e no fim de semana a rotina é quebrada, mas não muito para não desestabilizar.
No fim de semana, ao domingo à tarde a rotina regressa e não gosto que seja perturbada.

Gosto de receber pessoas em casa, gosto de sair, gosto que eles contactem com a família (que em Macau é só a do pai), mas não gosto quando isso acontece ao final do dia de domingo.

Para proporcionar um maior contacto entre os meus bonecos e a avó paterna, a mesma é convidada a almoçar lá em casa ao sábado. Pode ir mais cedo e estar com eles e brincar com eles, que as minhas manhãs de sábado são para ir às compras, ao mercado, supermercado, e afins e eles acabam por ficar com a empregada. Depois do almoço a amorinha (e às vezes o meu boneco, embora cada vez mais raramente) costuma dormir a sesta e acaba-se o “tempo de antena”. A amorinha vai dormir e nós levamos o boneco ao jardim ou a comprara algo que precisa (ou que não precisa, tipo um brinquedo).

Muitas vezes a avó aparecia de surpresa, coisa que eu não gosto, seja com a família do papá ou com a minha (mas a minha aparecer de surpresa era mesmo uma grande surpresa!). Muitas vezes também não estávamos em casa (e a surpreendida acabava por ser ela!), pelo que agora telefona antes. Pode ser simplesmente porque fez uma comida qualquer e quer ir lá levar à noite a meio da semana, comidas que na maioria o boneco e a amorinha nem gostam, quer seja porque comprou umas frutas ou porque alguém deu algo para eles e no domingo à noite lá está a telefonar.

Estas pequenas “visitas” desestabilizam, não muito que eu “ponho-os” na ordem, mas atrasam-me as coisas e faz com que a rotina seja alterada e já não corra tão bem.

Para quem pergunta, o “mais que tudo” (não gosto desta designação, só tenho dois mais que tudo: o meu boneco e a amorinha) lê o blog às vezes, mas eu sou tão, humm nem sei como o designar, mas talvez honesta porque o que digo no blog também lhe digo a ele. Sei que ela é mãe dele, mas a casa é minha, os filhos são meus (nossos) e lamento, mas há regras que são as que fazem com que tudo corra bem. Penso que não a trato mal e lhe permito muito contacto com os netos. Aliás, até lhe agradeço porque ela me ajuda e compra fruta e carne de vaca lá para casa “para os netos” e ainda me poupa algum tempo e, como conhece as vendedoras, não duvido que seja mais fresca.

E, apesar do tema delicado tinha de ficar aqui registado porque afinal também faz parte da minha vida e dos meus bonecos e porque ontem à noite se deu mais um pequeno “incidente” dela querer lá ir levar algo perto das seis da tarde e acabou por ser o papá a ir com o boneco buscar porque eu me irritei, porque estava a fazer o jantar e já estava a ver que ia ter mais um “convidado” e que teria de fazer outro jantar que aquele era porco e ela não come, que não ia conseguir deitar os bonecos a horas e que no dia seguinte ia ser uma complicação para os levantar... e porque ando cansada e cada pequena coisa contribui para encher o copo cada vez mais, não é?

27 comments:

Noite said...

Que dizer, se não... sogras!!! :P

Jane & Cia said...

Eu também gosto de manter as rotinas do João, pois para mim é muito mais fácil se estas forem cumpridas...
Desejo-te muita calma e paciência para lidar com essas situações que não te agradam e também alguma tolerância porque nunca os outros vão ser exactamente da maneira que gostaríamos. Um beijinho grande

mãe tataruga said...

Tambem já reparei que as rotinas quando se quebram as coisas não correm como eu gostaria.
Tambem não morro muito de amores por visitas sem ser convidadas e sem avisar mas adoro quando batem com o nariz na porta!!!!(Que má)
Beijinhos e uma boa semana

Sorrisos da minha Alma said...

Sou assim tal e qual sem tirar nem por e se existe coisa que detesto mesmo é que as visitas apareçam sem avisar!
Beijocas grandes

Inês said...

Eu sou da tua opinião. As rotinas são fundamentais para o seu equilibrio e bem estar. Mas se soubesses quantas vezes sou criticada por isso. Mas não me importa, eu e o meu marido é somos os pais, logo nós é que decidimos.
A verdade é que depois as pessoas admiram-se de como a Inês já adormece sozinha, come de tudo e nunca adoeceu... pode ser coincidência, mas também pode não ser.

Bjs
Leonor

Cristina said...

Como te compreendo...

Bjos

Cristina

Paula said...

E és tu (voçês) quem tem que escolher e manter aquilo que acham que é melhor para eles, quem não compreende azar ;oP.

Beijinhos :o)

Ana said...

A rotina eh muito importante para as criancas, tambem sou dessa opiniao, quanto a tua sogra....o que eh que posso dizer...tambem tenho uma, mandona, que pensa que eh a rainha do Saba,...ai,sogras quem as inventou?!

Mamã P. said...

A rotina é muito importante e as regras és tu e o teu marido que as definem, as outras pessoas têm de as respeitar. Eu confesso que já tive aborrecimentos deste com os meus sogros mas tb já percebi que os miúdos tudo percebem... Tb andas cansada e a tolerância assim é menor, é preciso ter calma!!

Susana e Bebecas said...

Como eu te compreendo...
Eu de semana tb gosto de ter as rotinas certas do david, e o deitar tem que ser sempre a msm hora. e quando as coisas atrazam por alguma razao fico passada.

A minha sogra tb tinha a mania de ligar sempre assim que eu deitava o david, até que um dia passei-me e disse que estáva proibida de ligar ca para casa depois das 20:30. Agora liga sempre antes :)

ah, tb odeio visitas surpresa... mas axo que todos odiamos, ou nao?

Beijos

Costinhas said...

às vezes basta um nada para nos tirarem do sério.

Eu não sou nada de rotinas, mas sou muito ciosa do meu espaço.

Uma beijoca

Bia said...

Vim te desejar uma boa semana. Jinhos fofos apertadinhos

Gioconda said...

E acima de tudo porque tu é que sabes como organizar e gerir a tua casa....

Marita said...

Acho importante que hajam regras é muito mais facil lidar com as crianças se elas já souberem o que tem que fazer.
As visitas provocam alteração nessas regras, principalmente nas crianças, mas tu és bastante protectora e sabes pôr todos na linha! ;)

beijinhos

Bárbara - Sol e Lua said...

Eu tb acho muito importante haver rotinas e regras porque assim eles sentem-se bem melhor, com equilibrio e rotina, com educação e divers~~ao mas tudo com peso e medida.

beijocasssssssssssssssss e calma amiga

ana e afonso said...

Olá!
Como eu te compreendo!
Não gosto de visitas inesperadas, principalmente à hora das refeições, então se o Afonso estiver a comer, pior, muito pior!!

Olha ainda um dia destes estava quase na hora da sesta e chegou a avó paterna... lá fui eu a correr para o quarto a tentar que o piolho não dissesse nada, se não tinha o resto da tarde estragada se ele não tivesse feito a sesta!

Beijokitas boas e boa semana!

Cláudia said...

Pois... os meus sobrinhos também têm as suas rotinas, mas às vezes nós destabilizamos um cadinho.
Mas eles também precisam da nossa brincadeira e nós de estar com eles :)
Beijinho

Scarlett said...

UI...

Acredito que amanhã quando voltar aqui já estás mais bem disposta.

Os desabafo são importantes, é isso, pois como dizes o teu "mais que tudo" conhece-te e sabe do que gostas e não gostas.

Eu aprendi com o meu "mais que tudo" (?) que se alguma coisa me incomoda mais vale falar logo, pois muitas vezes fico a remoer em coisas que podiam ser facilmente resolvidas.

Carla Isabel said...

Querida

Sei perfeitamente o que dizes!!!!

Eu tb sou muito ciosa do meu espaço!!!

Bjs

Carla

Manela said...

Para mim as rotinas são importantes, tanto para mim como para o André.
Sei perfeitamente o que sentes e apoio-te.
Bjs.

Luz de Estrelas said...

Tb sou um bocado assim. Da minha família não me importo de ter visitas surpresas pq n é preciso salamaleques e até os ponho todos a trabalhar lá em casa, mas qdo são outras pessoas não gosto. Nem sempre temos a casa assim tão apresentável e qq elemento estranho atrasa-nos a vida e põe-nos à toa. Não podemos estar a receber visitas e a dar andamento à casa. Por isso, em resposta à tua última questão, a resposta é: É!!!!


Fiquei muito comovida com os parabéns à tua vovó. Bem sabes que adoro a minha... e a vida dela tb não tem sido nada fácil, de modo que tudo relacionado com o assunto me puxa a lágrima e até algum desespero com as injustiças que a vida lhes trouxe.

Bekas C. said...

Ai as sogras!!!
A minha nunca foi de muitas visitas...vá lá!
Beijokas
;)

maria-joão said...

As rotinas, as visitas surpresa quando são destabilizadoras... concordo plenamente.

E porco? Irá aparecer nas experiencias?

Tânia said...

Concordo 100% contigo. A mim não me acontece isso com a família, porque tudo vive longe, mas irritam-se profundamente coisas desse género... Bjs

A mamã said...

É SIM TENS TODA A RAZÃO ... e porque so miudos ficam logo todos alterados ...eu também detesto...
jokas e miminhos para ti que está tãooooooooooo longe
paula

Loira said...

Não gosto nadinha de rotinas... mas, no q diz respeito ao Zézinho, desde smp percebi q não csg fazer as coisas de outra maneira. Ele gosta de rotinas e é tb a maneira mais fácil de tds nos organizarmos. Detesto ter de quebrar as rotinas dele... stresso mesmo! ;)
bj*

Mamã trintona said...

Tal como tu, também gosto e ter visitas mas não quando são de surpresa.
A última vez que a minha sogra apareceu lá em casa até me passei pois tinha acabado de deitar o piolhito e estava a preparar-me para passar a ferro e, quando o piolhito acordasse, seria para irmos às compras. Claro que fiz tudo isso à mesma mas já não foi exactamente como eu queria. O que mais me irrita é que já lhe tinha dito que, quando quisesse lá ir, para avisar primeiro. Ainda por cima apareceu ainda na hora do almoço (embora já tivéssemos almoçado). Só se lembra de nós quando precisa d'alguma coisa mas para ajudar... acho que nem em sonhos. Só tem saudades do neto de ês a mês (que é quando liga). Nunca vou a casa dela porque, durante a semana o tempo é mesmo muito pouco e ao fim de semana tenho mais que fazer do que ir lá só porque ela tem saudades do neto.
Não vou lá "muito à bola" com a minha sogra e tenho muita pena de não me dar bem com ela. Mas isto já vem desde antes de ter a minha casa e ficava em casa dela.
Desculpa o testamento mas quando toca ao assunto "sogras" acabo sempre por me "esticar" um pouco.
Joquinhas e bom fim de semana´
Sofia