Thursday, June 28, 2007

NADA


A idade avançada
Deixa-a desanimada
Uma vida desgraçada
Sempre muito regrada
Sempre muito dificultada
A dor em cada passada
A ensombrar a caminhada
Na sinuosa estrada
De uma velhice adivinhada
A doença torna-a pesada
Deixa-a sem forças, cansada
Sem esperança, sem nada
Ao peso da dor vergada
Ao peso da idade conformada
Cada palavra uma chicotada
Cada dia uma pancada
Cada vez mais desesperada
Cada vez mais marcada
Tornou-se uma maçada
Uma presença forçada...
E a alvorada
De cada madrugada
Deixou de ser esperada
De forma entusiasmada
E iluminada...
Já não está indignada
Está resignada
Espera a hora marcada
Pelo relógio da vida
Desta caminhada...

15 comments:

mãe tataruga said...

Parece que as coisas coma tua avó não estão a correr da melhor forma:(
Um beijinho mto grande

mãe tataruga said...

Parece que as coisas coma tua avó não estão a correr da melhor forma:(
Um beijinho mto grande

Mãe Frenética said...

Q texto tao triste...

Cristina said...

Então???

Bjos grandes

Cristina

Piquinota said...

Krida, muita força!!!


Jinhos

maria-joão said...

Há momentos dificeis... para quem os passa e para quem os vê passar.
Mas o dia que há-de vir pode sempre trazer um sorriso.

Cindy said...

Se há uma coisa na vida que me assusta, é a velhice, não só a minha, mas principalmente a dos meus pais e dos meus sogros...
É a vida... infelizmente nem sempre sorridente.
Mil beijokitas.

carla said...

O que se passa linda??? É com a tua avó??

Beijinhos

lobitas said...

Tanta solidão ou saudades, espero que neste momento a nuvem negra passe e que tenham conseguido ver a alegria de cada dia, e que sejam mais felizes.
Tudo de bom são os desejos da alcateia

sorrisos da minha alma said...

Pesado este Post...
Muito triste...
Um xi grande em ti

Mãe Raquel said...

É a tua avó?
Beijos enormes para ti, cheios de muita força.

Raquel

YAMI said...

AMIGA

Um grande beijio cheio de FORÇA e CORAGEM!!

yami

ana said...

tão triste este texto... enfim... é o curso da vida.

um beijinho muito grande cá de casa

Lisa_pt + Gil said...

Desculpa a ausência, mas ñ tem dado para colocar as visitas tds em dia! Vim deixar-te uma beijoka gd antes de ir de férias!


P.S Espero q as coisas se recomponham e q esses momentos complicados passem...

Luz de Estrelas said...

A minha avó chora cada vez que vou à terra. Diz que está farta de tudo. Mas, no caso dela, eeu sei que são momentos de desespero. Elas são mais fortes do que o que imaginamos. Ainda a vejo muitas vezes a sorrir e a rir às gargalhadas. E isso dá-me ânimo. Mas sim, sei perfeitamente que ela há muitos anos quer ir ter com o meu avô. Faz parte do fim de ciclo. Um grande beijo Sandra.