Wednesday, April 11, 2007

SEPARADOS

Eu e o papá
Os culpados: os filhos!
Mas não se assustem, isto porque com os dois doentes temos mesmo que nos dividir.
O papá tem ficado a dormir no sofá cama que está no quarto do boneco (e que vai dar lugar à cama para a amorinha...) e eu tenho continuado no nosso quarto onde a amorinha ainda está (e de onde só vai sair quando casar eh eh eh – brincadeira, vai mudar no Verão, depois das férias em Portugal).

O boneco inicialmente não aceitou muito bem esta troca, porque costumava ser eu a ficar com ele e porque é muito “menino da mamã”
Ainda tentei ficar com ele e o papá ficar com a mana, mas parece que ela sabia o que se estava a passar e mal eu me deitava no quarto do boneco ela chorava e chamava “mámy!”.
Ia até lá, acalmava-a, deitava-a e esperava que adormecesse para que tudo se voltasse a repetir.
Ao fim de umas 3 ou 4 repetições expliquei ao boneco que eu tinha de ficar com a mana senão ninguém dormia naquela casa e ele lá aceitou embora tenha refilado que o papá ficava com a mana, que ele estava doente, que queria que ficasse eu, mas depois de lhe explicar e explicar e voltar a explicar lá aceitou.

E desde aí que eu e o papá nos separamos quando eles estão doentes.
E o papá lá dorme (?) no sofá cama, que por acaso é bastante desconfortável e eu durmo (?) na nossa cama. Se ele não dorme por causa do desconforto e de verificar se a febre sobe ou se o boneco está bem, eu não durmo (se não for porque a amorinha não deixa) porque estou preocupada se o boneco tem febre e tenho o intercomunicador ligado para estar sempre alerta se é preciso alguma coisa.

Hoje estou a trabalhar, o boneco está em casa (desta vez fui eu que pedi ao médico só 2 dias de atestado porque só tenho 15 dias por ano para os dois e não quero gastar muitos logo no início do ano e em Abril já tenho 4 dias do boneco, restam 11), ainda teve febre de noite, mas não voltou mais (e espero que não volte mesmo).

Já a amorinha teve uma noite em que não dormiu uma hora seguida, sempre a chorar “dô-dôi”, “cão - ôu” (calor) e “denti”. A ajudar está com diarreia e com muito, muito ranho. E eu a fazer figas que não seja ela a ficar mais doente.

Obrigada pelos miminhos deixados.

16 comments:

Piquinota said...

Ui... não está fácil por esses lados!!!

As melhoras para todos!:)


Jinhos

As minhas melodias said...

Ó miga...quando li o título apanhei um susto!! :0)
Se é por esse motivo...deixa lá...é temporário :0)
As melhoras.
Bjs

LenaMaga said...

que susto pá... tadinhos dos teus meninos, andas com azar
espero que melhorem rápido os dois
bjs

Teresa said...

Assustei-me...mas é por uma "boa" causa!!!! Xô daí doenças!!!
Beijinhos

Mamã P. said...

E tem mesmo de ser assim, dividir para conquistar!! As melhoras.

Bárbara - Sol e Lua said...

apanhei cá um sustooooooooooo...com esse titulo!Mas assim simmm..separados para curar!!!!!!

beijocasssssssssss

Amélia do Benjamim said...

É uma separação temporária, ou terapêutica!
Espero que tudo volte ao "normal" rapidamente! As melhoras, e bom decanso.
Beijinhos

Bem Me Queres said...

Ai os ciumitos!
As melhoras da amorinha.
Bjs docinhos

sandra said...

Espero que eles melhorem rápidamente! E olha eu acho que conseguem ambos (o papá e a mamã) ter um bom sentido de organização!

bjs
Sandra (Tiago e diogo)

Sorrisos da minha Alma said...

Com u papá colaborador assim vais ver que esses meninos ficam bem num instantinho.
As melhoras rapidinhas para eles.
Beijos

Bia said...

Oh, que chatice, logo os dois doentes!
As melhoras.
Jinhos fofos apertadinhos

Bia said...

Oh, que chatice, logo os dois doentes!
As melhoras.
Jinhos fofos apertadinhos

Tânia said...

Assustei-me, miúda!! As melhoras dos putos! Bjs

Rute said...

sei bem do que falas... tb tem sido assim cá em casa...
Espero que depressa tudo melhore!
um beijo grande e desculpa a ausencia, a vida anda complicada.

Tânia by Cyprus said...

Ai, eu que vim aqui saber dos piolhos e tu queres matar-me do coração!!!

As melhoras dos meninos, linda.

Bjs

Gioconda said...

Ehehehe esse titulo é digno das revistar cor de rosa.... uma grande "bomba" e depois chegamos lá e não era nada... no teu caso ainda bem que não era...

as melhoras dos pequenitos.