Wednesday, January 24, 2007

A VIAGEM E AS NOVAS REGRAS

Costumamos ir a Portugal de Air France que costuma ter o melhor preço e a menos espera na “troca” de aviões. (É que depois de 12 – 13 horas no avião ter de esperar mais de 2 horas dá cabo da paciência a qualquer um e com crianças pequenas, cansadas, com fome – que não comem nada de jeito na viagem, e com sono qualquer espera suportável torna-se insuportável!)
Esta vez não foi excepção.
Novas regras de segurança na Europa por causa dos líquidos.
Sublinho, na Europa.
Ora, se eu ia para a Europa numa companhia europeia estava preocupada com o leite que ia levar para eles, mais de 2 litros!!! Eles não comem nada na viagem, só bebem leite!!!
Preocupação de mãe galinha, claro.
A agência de viagens pergunta ao aeroporto de Hong Kong e dizem que talvez deixem passar, talvez, mas não assumem nada, depende...
Enviei um email à compamhia aérea que me enviou o link para as regras de segurança que está no site deles e que eu tão bem conhecia, mas que não descriminava o que era comida de bebé.
Novo email e a nova resposta vaga que podia levar leite desde que não fosse muito...
Perguntei à companhia se havia leite a bordo e disseram que às vezes têm um pacote...
Fiz um pedido para que tivessem leite a bordo e resolvi deixar de me preocupar com a questão (ou pelo menos tentar deixar de me preocupar...)

No dia antes da viagem distribui o leite pelos biberões, 3 para cada um deles (3 biberões x 260 ml x 2 crianças = 1,560 l) e levei mais 4 pacotes de 250 ml cada, ou seja mais um litro, num total de 2,560 litros

A viagem começa em Macau, onde apanhamos o jetfoil (barco) para Hong Kong. Como o voo é à noite apanhamos o barco expresso para o aeroporto de Hong Kong e o nosso check in é feito no cais dos barcos à chegada a Hong Kong (o que é muito conveniente e evita andar a carregar as malas de um lado para o outro!). Como o controlo das bagagens de mão também é feito no mesmo local e o pessoal que o faz nem quer saber qual o destino dos passageiros, ninguém implicou nada com o leite e outros líquidos!
E, acho que não passei mais nenhum controlo de bagagem e assim que entrei no avião para a viagem “grande” respirei de alívio porque para a pior parte da viagem tinha leite!

À chegada a Paris (12 horas e tal e 3 biberões depois...- para cada um, claro!) estava muito mais leve e com muito menos líquidos mas implicaram com uma lata de Pocari (bebida para atletas tipo Isostar que me deram no barco quando ela vomitou – viajámos na classe equivalente à classe executiva que a económica estava esgotada!!!) Só quando uma das “revistadoras” percebeu que a bebida era mesmo para a bebé e o marido a despejou numa garrafa de plástico de água vazia é que deixaram passar. A meia garrafa de água das mais pequenas também não dava para passar e a água foi despejada no biberão de água da amorinha. O leite ninguém perguntou nada. Nem a comida de boião que foi, veio e foi parar ao lixo!

No regresso, em Portugal o pessoal é simpático (os portugueses são um povo simpático!) e perguntou se tínhamos líquidos e quando dissemos que tínhamos leite nem quiseram ver, espreitaram sem interesse nenhum e lá passámos (comigo a respirar de alívio, era novamente muito leite!). Em França novamente a pergunta sobre que líquidos transportávamos, a minha resposta: “Milk” e o rapaz muito aflito a perguntar em francês “Qu’est-ce que sai ça?” e eu com pouca vontade de lhe responder, não é um aeroporto internacional? A colega dele salvou-o e explicou-lhe: “Milk c’est du lait”. As bagagens passaram no scan e mais ninguém perguntou nada sobre líquidos!Tanta segurança, tanta confusão e foi tudo tão simples ( e ainda bem)!

7 comments:

monteiro.mjoao@gmail.com said...

Olá! Sou a primeira! É no q dá ter a criança a querer mama às 7 da manhã qnd até só trabalhamos à tarde... As regras de segurança parecem-me o costume: muita conversa, muito empolamento com a história dos líquidos e depois...quem precisa fica aflito e sem saber. Ainda bem que tudo correu bem. Beijos, até breve.

Amores Perfeitos said...

tb fiz a viagem de portugal p moçambique e cá foram super simpáticoa.. levava cerelac liquidos e agua e só puseram dentro de um plástico e segui-o.

em moçambique, não há controlo nenhum :S

Sandra said...

Uffa!! Ainda bem que correu tudo bem!

Ana said...

Bolas mas o frances nao sabia o que queria dizer milk?

Scarlett said...

Por acaso já me tinha perguntado como teria corrido a viagem.

mãe tataruga said...

Acredito que tenha sido um grande stress para ti mas se fossem mais objectivos nas respostas poupavam-te tantas preocupações....
Curioso o facto do senhor que estava em França não saber o que é milk.....
Beijinhos

Noite said...

E vê lá que uma amiga minha teve que se desfazer da embalagem de make-up em pó numa viagem Lisboa Madeira!!!!