Friday, October 20, 2006

REFLEXÃO

Aviso já que este post é um bocadinho grande...

Ao ler esta menina e as suas razões de ter um blog fiquei a pensar nas minhas razões para ter um blog.

Quando comecei nestas andanças não fazia ideia do que era um blog.
Já me tinham falado do assunto mas nunca tinha lido nenhum.
Estava grávida pela segunda vez e fiz uma pesquisa no Google à procura de algo relacionado com bebé.
Lembro-me que a palavra bebé constava das palavras chaves do que queria procurar e um dos resultados foi este blog: Para ti, bebé.
Comecei a acompanhar esta menina e a sua gravidez, adorava ler o que ela escrevia e o modo como descrevia a gravidez e os seus sentimentos.

Decidi criar um blog para registar a evolução da minha gravidez.
Pensei que seria um bom modo de partilhar o que ia acontecendo com os amigos e a família que estava em Portugal e que me cobravam emails e notícias.
Escrevia para mim ao ritmo de um post por dia.
Não comentava ninguém. Não sabia o que “dizer”.
Fui começando a ler outros blogs, sempre na sombra, no anonimato.
Não comentava nem tinha comentários.
Não me preocupava.
Os amigos que me liam enviavam-me email.
Isso chegava-me, escrevia para mim e para eles, de certo modo.

Quando a minha filha nasceu recebi os meus primeiros comentários.
Dois ou três, não me lembro e não me apetece ir ver.
Fiquei muito surpreendida, não sabia que alguém me lia.
Fiquei igualmente intrigada.
Que interesse tinham na minha vida?
Fui atrás do link e agradeci a “visita” pois era o que tinha visto noutros blogs.

Essas pessoas voltaram mais vezes. Eu retribuía.
Aos poucos, quando as coisas me interessavam comecei a “distribuir” comentários.
Lembro-me de uma vez estar a ler esta menina (Sara MM), era a primeira vez que lá ia e ela “mandava a boca” de que mesmo quem ia lá só cuscar podia dizer que lá tinha passado. Assim o fiz. Comecei a fazê-lo noutros cantinhos, como gostam de chamar ao blog.

Fui tendo cada vez mais comentários, mais visitas, a lista de links foi aumentando.
Comecei a ficar viciada. Queria mais comentários, gostava de os ler.
Tive a sorte de nunca ter tido comentários maldosos ou menos bons.
Ficava um pouco chateada porque eu visitava regularmente determinados blogs que nunca se dignaram vir ao meu, ou se o fizeram nunca comentaram.
Continuo a fazê-lo, mas já não estou à espera de retribuição.

Depois a febre de mais comentários passou-me.
Comecei a comentar menos embora comente por vezes blogs novos de que goste.
Não espero retribuição. Às vezes, quando retribuem já nem me lembrava de lá ter passado. Li, gostei e comentei.

Se inicialmente não ligava, depois veio a febre dos comentários e depois a tentativa de retribuir a todos os que me comentavam. Chegou a uma altura que desisti de retribuir. Gosto de visitar os blogs ao meu ritmo e ultimamente esse ritmo é um bocadinho lento.
O meu tempo livre é para os meus filhos, eles são o mais importante da minha vida.

Não gosto que me cobrem, que me digam que ando desaparecida dos seus blogs.
Posso ficar muito tempo sem visitar um blog e sem o comentar, mas quando lá volto leio todos os posts em atraso.
Às vezes leio e não me ocorre dizer nada e não comento...
Outras vezes comento vários posts.
Depende do tempo, da disposição e do interesse (ou não) que o post me desperta e se tenho algo útil a acrescentar-lhe.

Encontrei neste mundo pessoas com as quais me identifico, umas porque os filhos têm uma idade próxima dos meus, outras porque o seu modo de escrever me cativa, porque me parecem sinceras, porque pensam como eu.
Alguns destes amigos virtuais saltaram do mundo virtual para o real, a primeira aqui em Macau, território tão pequeno, mas que foi preciso o mundo virtual para nos juntar.
Em Julho deste ano, nas férias em Portugal conheci mais amigas virtuais.
Algumas pessoas correspondem à imagem que tinha delas, outras nem por isso e outras há que não tinha feito qualquer imagem de como seriam.
Gostei de as conhecer a todas, sem excepção e tive pena das que não conheci conhecer, algumas das quais ainda falámos ao telemóvel ou trocámos emails.
Todas vocês sabem quem são.
Destes encontros quero acreditar que me ficaram amizades, claro que umas mais que outras pois como é natural criamos mais empatia com umas do que com outras.

Ainda há algumas que gostaria muito de conhecer, principalmente aquelas que me acompanham desde o início e outras que eu também acompanho há muito tempo mas se não se proporcionar paciência. A febre inicial dos encontros passou-me.

No meu blog partilho algumas fotos dos meus filhos, fotos em que não se vê muito bem a cara deles, mas em que dá uma ideia de como eles estão ou não crescidos.
Não o faço de ânimo leve. Tenho uma ideia do perigo que é por uma foto na net, em qualquer lado e preocupo-me em escolher as fotos que coloco na net.
Porque continuo a publicar fotos deles? Porque a família e os amigos lá em Portugal gostam de os ver e as fotos servem para que matem saudades de quem só vêem uma vez por ano. Talvez se a família estivesse mais perto não o fizesse, não sei...
Se vou continuar a fazê-lo, claro que sim até que aconteça algo que me faça mudar de ideias.

Tenho visto acabar alguns blogs de que gostava, outros mudaram-se ou têm password e continuam a dar-me o privilégio de os visitar, o que eu agradeço pois confiam em mim apesar de apenas nos conhecermos virtualmente. Já me habituei a acompanhar a evolução dos seus filhos e até chego a ter saudades de ler determinada pessoa.

Gosto de escrever.
Não sou da área de letras e sempre achei e continuo a achar que não sou muito boa a escrever, mas escrevo para mim e ninguém é obrigado a ler, muito menos a comentar.
Para mim e quem sabe um dia os meus filhos vão ler isto? Ou, provavelmente vão achar que são só lamechices e não lhe dar qualquer valor, mas isso não me interessa.
Sinto-me bem a por os meus sentimentos no “papel”. Há dias em que escrevo com muita facilidade, outros em que não me apetece fazê-lo.
Continuo a publicar um ou mais posts por dia. Guardo algumas coisas que escrevo nos dias em que estou mais inspirada para publicar nos dias de menor inspiração.

Ultimamente tenho andado um pouco cansada, talvez até desinspirada.
O gosto de escrever mantêm-se e sei que vou continuar a escrever para mim, porque me faz bem, me alivia o stress. Porque gosto de registar as evoluções deles, para mais tarde recordar. Há muita coisa que escrevo e não publico, fica apenas gravado no word.

Já pensei acabar com o blog ou dar acesso apenas a algumas pessoas, mas acho que não o farei. Tal como eu gosto de visitar determinadas pessoas, determinados blogs quero acreditar que há outras que gostam de me visitar. E o meu blog continua a ser o modo mais rápido de comunicar com a família e amigos em Portugal.
Já pensei retirar a hipótese de me comentarem para não me sentir na obrigação de retribuir, mas afinal essa obrigação está na minha cabeça.
Agora vou lendo, às vezes comento outras não. Aproveitando melhor o meu tempo, dedicando-me mais ainda aos meus filhos, o meu maior tesouro!

50 comments:

Noite said...

Ufa, estavas inspirada! ;)
Eu comecei o meu blog por começar, porque estava cá há pouco tempo, sentia-me um pouco só, usava muito a internet para ocupar o tempo e "ver" os amigos. Comecei a ler alguns blogs, a achar piada àquela interação. Também me apetecia escrever sobre o que via e dar a mostrar de Macau, aos amigos e aos bloggers que tinha conhecido nos blogs que frequentava. Comecei então a contar Macau, as gentes, as cores, as festas, as imagens. Depois o meu blog mudou de estilo e já voltou a mudar. Hoje em dia não sei defini-lo, mas o que interessa é que é o meu espaço, onde escrevo por prazer e sem obrigações. Nisto da diversidade da blogoesfera, tive a sorte de conhecer um grupo fantástico de bloggers que acompanho e que me acompanham quase desde o início. São eles os meus leitores. Outros se lhes juntaram. São poucos, mas bons. Os melhores! :)
(desculpa o testamento, isto parece um post ;) )

Carla Isabel said...

eu criei o meu blog pelos motivos que sabes ...queria dividir a angustia que sentia por estar três anos á espera de um segundo filho!

Fez-me bem...criar um mundo de amizades virtuais que se foram transformando em reais!

Tal como tu tb nem sempre comento os blogs de todas ...ás vezes pk tenho pressa e outras vezes pk simplesmente não tenho nada a comentar!...mas leio-os a todos!

Bjs

Carla

Sorrisos da minha Alma said...

Parece que andamos a pensar todas no mesmo...
Um beijinho Grande

carla said...

olha miga concordo contigo.Aprendemos muito, ganhamos amizades...desabafamos...etc

jinhos e bom fim de semna

docinho said...

Ainda no outro dia falei sobre isto... sobre o que é para mim o meu blog...
Por vezes não há nada a dizer... apenas leio... e isso já me deixa bem : )

Beijos aqui

guga said...

Também concordo contigo e quando me fartar do blog, deixo de escrever e logo vejo o que fazer.

bjs Sandra

Jane & Cia said...

Sem obrigações, porque nelas não acredito, porque vos admiro e porque gosto de vos ler e vos saber, afinal, aqui tão perto.
A mim, é claro, alegra-me quando me visitam e ainda mais quando te leio sem tempo nenhum e ainda assim por lá apareces a dizer qualquer coisa.
Às vezes também passo e apenas leio, quando a pressa dita, mas se possível deixo o meu beijinho e o meu rasto.
Acho que escreves de uma maneira muito própria e especial, para ti, ou para nós... sempre com emoção.
Beijinhos (aqui é de manhã!!!)

Silvia said...

E ainda bem q escreves...gosto das tuas visitas...Tenho q correr o teu blog de ponta a ponta...LOL

Sandra said...

Sabes que concordo inteiramente com tudo o que dizes.

Gosto muito de te ler e mesmo só te conhecendo virtualmente, sinto uma enorme empatia por tudo. Porque me identifico muito com o que escreves, com o que pensas, temos filhos com idades muito próximas, temos ambas uma "avô-mãe" (apesar da minha já estar no céu). Foste a primeira a dar-me os parabéns através de um comentário no meu blog quando o Henrique nasceu, não sei porquê nunca me esqueci disto...

E gostava muito de vos conhecer, se for possível, da próxima vez que vierem a Portugal, e fazer o tal pick-nick. ;O) Se não for possível, nada muda, vou continuar a cá vir a ler-te e a comentar, simplesmente porque gosto.

Beijinhos e as melhoras da Amorinha.

Sandra

NaRiZiNHo said...

Não vou repetir-me :)
Aliás, se calhar leste o meu comentário ao post a que te referes.
Só te digo, que já tinha um blog e não o criei para a gravidez, foi uma brincadeira, e tal como ti, quando fiquei grávida da 1ª vez, fiz uma pesqusia e também me saíu o "Para ti, bébé", que cheguei acompanhar algum tempo, assim como o novo criado por ela, mas por motivos que concerteza entendes, deixei.
Não deixei de acompanhar o teu blog não sei porquê. Cortei com muitos, mas com o teu não, e os outros quando visitava era sempre no anonimato, também não ando à procura de comentários.
Acho que agora sei porque nunca cortei com o teu blog, porque somos parecidas, deve ser por isso ;)
Confesso, que ainda hoje não sei como o meu blog está referenciado no Babyblogs :), mas agradeço a atenção e admiro o trabalho daquelas pessoas, só que neste momento os treinos são para manter a forma LOL.
Fica bem, bom fds.
:-*

Amores Perfeitos said...

no blog da costinhas já tinha posto a minha opinião e as minha razões!!!

gostei do q li!!! tb odeio qd me pedem visitas e comentários pq tantas vezes q leio e n comento pq as vezes nem tenho nada p dizer... é mesmo assim!!!


beijinhos

Ludy said...

Venho aqui porque gosto de ler o que escreves e porque gosto de ti mesmo sem te conhecer pessoalmente.Foi com muita pena que não pude ir ao encontro...mas com o Francisco doente não deu :(
Não visito os blogs com a intenção de que têm que obrigratoriamente comentar aquilo que escrevo...alias o que escrevo é para que apenas fique registado, as pessoas não sao obrigadas a comentar...
Bjinhos e bom fim de semana para voçes

Piquinota said...

Bem... eu criei o meu como forma de praticar umas coisitas que me era úteis no momento... E acabei por ficar!:)

Cobrar comentários... se eu não consigo comentar sempre todos (e às vezes nem me apetece!) entendo perfeitamente a falta de comentários dos outros... E por outro lado, não escrevo para que comentem...

Jinhos

helena said...

Tanto do que sinto e do que penso está escrito aqui...
beijocas

N'linha said...

Olha, é por tantas coisas ou por nada...o q interessa é q temos um lugar só nosso para desabafar, para falar sozinhos, se alguém opinar, melhor, senão, fica tudo bem na mesma.
Tb n tenho tido tempo de visitar os outros blogs e só os posso visitar ao meu ritmo...há por exemplos blogs q visito e q nunca me reponderam...são opções, o resto n interessa.
Beijinhos e bom fim-de-semana.
Espero q a amorinha esteja melhor.

Anabela & Lara said...

eu venho aqui pois gosto daquilo que escreves e temos filhos da mesma idade.

eu começei a ler o teu blog muito antes de eu criar o meu.
nunca comentava!

depois criei o meu, pois tenho a certeza que a Lara vai gostar de saber o que se passou com ela, antes já escrevia, num tipo diario, mas nao me dava muito jeito, confesso.

quanto aos comentarios, não vou dizer que nao gosto de ver que tenho comentarios, claro que gosto!

nos blogs encontramos pessoas como nós, com as mesmas dificuldades em relação aos filhos e ajuda bastante esta inter ajuda de conhecimentos, para podermos ligar com diversas situações.

Tb tenho receio daquilo me me poderá acontecer em relação a pessoas maldosas que andam por aí.


jocas e continua a escrever

vera said...

olá

eu não vejo os comentários uma obrigação. se gosto do blog comento e volto mais vezes se não gosto deixo de aparecer.

ás vezes nem sempre podemos comentar quando queremos, o tempo é pouco.

jocas
vera

Mãe Frenética said...

Gostei mto de ler este texto.
Penso como tu em mtas coisas e espero sinceramente q nunca restrinjas as tuas visitas pq gosto imenso de te ler, tb, como tu, a um ritmo mais calmo ultimamente!

beijinhos

Ana said...

Mas ai tambem se festeja o Halloween? Pensei que era so aqui no North America, no fim de contas esta epoca eh optima para os grandes fabricantes de chocolates fazerem uma pipa de massa, nos este ano jah compramos mais de 4 kg de chocolates para dar aos miudos que nos vem bater ah porta.
Haja dinheiro!!!!

Ana Paula said...

Eu penso como tu, temos um blog para registar o que nos vai na alma, as façanhas das nossas crianças e outras coisas mais ou simplesamente porque gostamos de escrever, mas não é uma obrigação e muito menos ter que deixar comentários só porque nos exigem.
As melhoras da amorinha
Beijinhos

Sonia said...

Um blog tem de ser sobretudo escrito para nós, pelo menos sempre assim o fiz, desde o tempo das "duas riscas cor de rosa"

Já tentei tb deixar de me expressar, mas é mto dificil, e se foi dificil acustumar-me a esvrever num teclado e passar a escrever menos no papel, agora já me sinto "vazia" sem visitar diariamente alguns cantinhos.

Apesar de todos os problemas e da pca privacidade que acabamos por ter, acho que ganhamos sp muito, como pessoas , ganham-se amizades, e experiencias.
Um beijinho mto grande.

Ana said...

Criei o meu blog porque as vezes me sinto muito so, aqui tenho muitas pessoas "conhecidas" mas os amigos estao em Portugal e foi por isso mesmo, para conviver mais com pessoas que falam a mesma lingua que eu que pensei em ter um blog.
Gostava de comentar mais nos bloges dos outros mas para mim eh muito dificil, penso sempre que me estou a meter na casa dos outros sem ser convidada, tenho o mesmo problema quando conheco alguem, fico sempre um bocado envergonhada e fechada.
Obrigado Sandra por teres comentado no meu blog se assim nao fosse nunca te tinha "conhecido".

teresa said...

Bem amiga... hoje nem combinado saia melhor!
Gosto de te ler! Gosto do teu blog! Gostei de te conhecer! Gostei de conhecer o Daniel e a Eliana! Gosto dos teus miminhos! Nada é obrigatório!
Mil beijinhos,
Teresa

Mamã do Diogo said...

Eu tb muitas vezes leio os blogs e muitas delas n comento,as vezes tb me faltam as palavras,mas faço a minha visita.
As melhoras p a amorinha,espero que esteja melhor.
Beijokas e bom fim de semana

Marita said...

Eu criei um blog porque me apeteceu, na altura estava grávida de poucas semanas e muito feliz, de certa forma quis registar a evolução da minha gravidez.
Infelizmente as coisas não correram bem, mas continuo a escrever, sobre outros assuntos.
Assuntos fúteis, o que for... escrevo o que me apetece sem me preocupar de agradar a quem quer q seja, afinal tb ninguém me conhece.
Visito vários blogs, comento sempre que acho que tenho uma palavrinha a dizer, mas tb acompanho outros sem comentar.
Desde que frequento fóruns e blogs tenho aprendido muita coisa sobre a vida.
Gosto de "conhecer" as pessoas e "fazer parte" das familias, aprendemos muito umas com as outras, principalmente no que toca a sentimentos.
(Ups, acho que escrevi demais! Sorry!) :)

Beijinhos

lenamaga said...

até fiquei cansada de tanto ler :)))... não és da área de letras mas digo te uma coisa... escreves muito bem, gosto muito de te lêr e gostava muito de te continuar a ler

em relação aos comentários, tens toda a razao... so comenta quem quer e a mais ninguem é obrigado :))

bjs

mãe tataruga said...

E eu ??? Correspondi à imagem que tinhas de mim?
Bom fim de semana
beijinhos

Gina said...

Eu criei o meu blog como uma espécie de registo da minha vida de mãe... como sou péssima para memorizar coisas, achei que era uma boa ideia. Inesperadamente, comecei a receber visitas e comentários, os quais não esperava. Mas confesso que gostei e comecei também eu a visitar e a comentar. Mas não o faço contrariada... quando não tenho nada para dizer ou não me apetece escrever, simplesmente não o faço. Assim como respeito o contrário!

No fundo, os comentários são uma forma de podermos partilhar experiências e opiniões e isso é construtivo!

Mas concordo contigo, claro, e acho que quando sentir que o blog já não faz sentido por este ou aquele motivo, colocarei um ponto final! Mas criam-se alguns laços, com algumas pessoas... começa a sentir-se carinho, amizade e até alguma cumplicidade. E depois ficam as saudades! Mas também a compreensão e o respeito!

Beijo grande

Tânia said...

Gostei TANTO deste post... Não que não goste dos outros! ;-)
Gostei porque gosto de te/vos ler, gostei porque me fez sorrir, porque me identifiquei com muitas coisas que escreveste (o meu patamar de evolução no mundo dos blogs ainda é inferior ao teu por isso deu para ver o futuro), porque me fizeste sorrir, acenar com a cabeça... Fizeste gostar ainda mais de te ler e de te ter como amiga virtual! Adoro o teu blog e de vos acompanhar... Beijos enormes

bolacha said...

Para mim axo que isto já é um vicio.
Eu tento sempre comentar.
Nem que seja um sorriso e beijos. para saberem que passei pelo blog.
As vezes nao me apetece.
Gosto de receber comentarios, quem nao gosta?
Sim, o tempo livre é para o bebe, mas qdo dorme venho logo para aqui.

Beijos e bom fds

Tânia by Cyprus said...

Sandra está fora de questão acabares com o blog, logo agora que te "conheci". Gosto muito da tua maneira de escrever e aproxima-nos estamos a viver a mesma realidade, longe do nosso Portugal. Tu ajudas-me porque já estás uns aninhos è minha frente. Se precisares de inspiraçao (que não precisas), envio-te um pacote cheio dela... presente de Natal antecipado!
Quanto aos comentários, gosto de os receber mas não vivo para isso, nem levo a mal, nem sequer me lembro quem comenta o quê e quantas vezes. Também os gosto de fazer, se "os sentir". Não escrever 2 linhas ou 3 porque tem que ser. Escrevo porque quero partilhar. Por isso é que os meus comments são compridos, tipo post.
Vá lá amiga, força na carroça, estamos aqui a apoiar. bom fim-de-semana. Beijoes

Che said...

Um blog pode nao parecer mas é uma arma poderosa.
nele podemos comentar kk assunto sem saber qual pessoa poderá ler.
Eu adoro escrever.. o meu blog serve para criticar tudo e todos assim num tom cómico, porque as dificuldades tornam-se mais fácil de ultrapassar quando alguém nos tenta implementar um sorriso e nos dá uma "palmadinha" nas costas..
Quanto à palmadinha nas costas não prometo nada..mas se passares no meu blog e não esboçares 1 único sorriso....eu fecho o tasko!! lol :P

Scarlett said...

A maior parte dos blogs (cantinhos) que visito não comento. Visito pelo prazer de os ler. Às vezes até me apetece comentar alguma coisa em determinados blogs mas muitas vezes sinto-me uma intrusa. O que não tem lógica pois a "invasão", se existe, acontece quando entro no blog .
Um blog leva a outro, esse a outro e é uma teia que não pára.
Hoje apeteceu-me comentar. Dizes não seres da área de letras mas que escreves para ti. Então aqui está o "segredo" da tua escrita: A verdade dos teus sentimentos.
Não sou uma comentadora assídua mas sou uma visitante regular. E gosto de pensar que vou poder continuar a “ler-te”.

selma said...

Olá! obrigada pelo comentário,o teu blog esta lindo, eu comecei nestas andanças pelo mesmo motivo que tu a gravidez mas perdi o meu bebe com 3 meses agora estou novamente na luta e espero descobrir q carrego no meu ventre o meu anjinho. Vi sobre a âncora no teu blog e não pude deixar de comentar e dar o meu contributo nem que seja com palavras...ainda estou a tentar descobrir o blog preciso descobrir como colocar os blogs que visito na pagina do meu blog.....beijos

Mamuska said...

:)
Já nos seguimos desdeo inicio dos nossos blogs que por sinal acho que foi bem proximo um do outro. Tenho pena que este ano não nos tivessemos conhecido, mas acredito que para o ano isso vá acontecer :)
Beijoss

DIANA - MÃE DA MARIA said...

É sempre um prazer vir visitar o teu blog e ficar a saber as novidades dos teus filhotes.
Eu tb acabo por ser um pouco viciada nisto e, quando tenho uma semana mais difícil e sem tempo para esstas andanças sinto falta deste mundo.bjs

RAlabaça said...

Eu gosto de ler, de partilhar, de acompanhar e dar apoio, de rir e chorar também com algumas histórias que se vai lendo.

Bjs

Anonymous said...

Amiga, nem penses em fechar o blog...É como tu dizes, habituamo-nos a "fazer parte" da vida de pessoas que nem conhecemos (ao vivo), gostamos delas e, quando partem, fica um vazio terrivel! Adoro a tua familia, a maneira como falas do teu dia a dia, fazes-me rir, chorar e até sonhar... Não fico nem por sombras aborrecida se não me visitas, entendo que o tempo não chega para tudo, e é como dizes, primeiro estão os filhos... Mas até nem tenho razões de queixa, porque arranjas sempre um bocadinho para mim... E olha que posts longos não assustam quem os quer muito ler!! Beijão

viviana said...

amiga, eu tambem começei a postar porcausa de uma amiga!
e posso te dizer que no principio não achava muita graça de não ter comentários!
pensei em desistir,mas agora percebo que consigo ter pessoas que me dão um bocadinho de atenção e que isso para mim é muito bom!
sou pessoa que deixei de acreditar em amizades há muito tempo e parece que agora estou a recuperar aos poucos!
é bom ou não é?
jokas fofas

Vera Angélico said...

Concordo ctg em relação aos comentários... também quando estou muito tempo sem ler, leio tudo o que me tinha escapado. Umas vezes comento, outras não...

Quanto à postagem ou não de fotografias, a questão da privacidade, é uma questão que me lembro existir desde que me iniciei há mais de 2 anos...

Luz de Estrelas said...

É isso mesmo. Acima de tudo é o teu livrinho virtual, aquele que adorarás reler daqui a uns anos, recordar coisas, pormenores que, de outra forma, não recordarias. Os comentários vêm por acréscimo. Nós ganhamos afectos por algumas pessoas, mas, por vezes, até podemos nem ser retribuídas, sei lá. É um mundo volátil, talvez um pouco efémero, por isso temos de aproveitar o melhor dele. Há pessoas que já não vão há mais de 15 dias ao meu blog... e eu penso apenas se lhes terá acontecido alguma coisa. Não sou de cobrar, que me visitem quando, realmente, lhes apetecer. Mas vou a correr ao cantinho delas ver se estão bem.. e pronto. É assim. A menina já está boa?

rute28 said...

Sabes o meu blog ajuda-me a não sentir esta solidão crónica que tenho desde que me conheço por gente , gosto que me comentem porque adoro conhecer pessoas por vezes fico envergonhada mas acredita que os comentários me fazem sentir mais acompanhada , mas claro há sempre blogs que eu gosto mais do que outros e faço sempre a ronda diária por eles (tu incuida) !!!Acho que um blog só faz sentido enquanto fizer bem á pessoa que o escreve .
Ajuda-me a perceber que as pessoas em geral têem muitos dos meus problemas e ajuda -me a relativizar um pouco!!
beijinhos!!

Cláudia said...

Gosto do teu blog.
Confesso que venho cá todos os dias e nem sempre comento...mas não acontece só contigo...acontece com todos os que visito.
Tal como tu n gosto de me sentir obrigada a comentar...
Espero que continues...gosto de te ler!
Beijinho

~Su~ said...

Sandra, gosto tanto de te ler, gosto tanto da maneira como escreves... És das pessoas que leio que mais sensatez transmite no que escreve!! :)

Acho que tens uma visão muito realista e clara do que o teu blog é para ti... Nada de dramatismos ou pensamentos muito profundos...

Em relação ao meu blog, posso dizer-te que já me ajudou bastante... a desabafar, a ter apoio, a conhecer gente maravilhosa. Digo e repito: são muitos mais os pontos positivos que encontro na blogosfera e na net que os negativos!

As melhoras para a tua linda!!!!

Beijinhos!

rutebruno said...

como concordo contigo...
tu sabes que sim, não sabes?
aqui fazemos amigos, mesmo à distancia, do outro lado do mundo!
um beijão

dixubo said...

Acho que é perfeitamente compreensivel e eu, pessoalmente, entendo e sinto tudo o que queres dizer. Tive mais ou menos o mesmo percurso, por isso muitas vezes coloco as mesmas perspectivas (se assim poderei chamar).

Uma beijoka grande *****

Cool Mum said...

Gostei do texto, dos sentimentos e dos comportamentos que explicas, sem te justificar (ninguém tem).
Gosto das visitas mútuas, e espero continuar.

Mamã P. said...

Concordo com tudo, mas mesmo tudo que escreveste. Gosto de te ler mas também vou "passando" por cá quando posso, não todos os dias mas depois leio todos os posts. Não me sinto na obrigação de comentar, por vezes leio apenas pois não há nada a dizer. Espero que sintas o mesmo em relação a mim.

PS - Eu tb nunca gostei de brincar com bonecas por isso fico tão surpreendida com a minha pequenina :)

Iola said...

Gosto de te ler e pronto! A blogosfera sem ti, nã seria a mesma ;)! Não comento muitas vezes, mas agora como pouco tempo que tenho tido sinto muitas saudades da ronda diária aos blogs com que mais me dentifico!

Bjinhos grandes,

Nina said...

Eu gosto muito de vir aqui e ler-te. O ideal para mim era poder fazê-lo todos os dias pois, como sabes, mesmo que tenha 20 posts teus em atraso, tenho que os ler todos!lol
Contrariamente a ti, nem sempre me apetece escrever, embora pertença à área das letras. Há momentos, muitos, em que me apetece desistir porque me falta a motivação ou porque algo me deixou triste.
Aqui os sentimentos fluem a uma velocidade louca e os problemas das nossas amigas virtuais deixam-nos de rastos, o que nem sempre é bom, porque cá fora os problemas já são tantos!
De qualquer forma, quando eu desistir do meu blog(um dia vai acontecer), tenho a certeza que não deixarei de visitar pessoas como tu que, para mim, ultrapassam o mundo virtual..,não o farei, porém, com tantas outras!
beijinhos, amiga...vou ler o resto e saber se a Amorinha já está melhor