Tuesday, October 31, 2006

TEMPO DE QUALIDADE


Tempo
Sempre o tempo
Sempre a falta dele
Sempre a correr de um lado para o outro
E o meu boneco e a amorinha vão crescendo
Vão deixando de ser bebés dependentes para se tornarem crianças cada vez mais independentes.
Ontem, ao deitar a amorinha estava a pensar na falta de tempo para estar com eles
Como ela cresceu em 17 meses
Como ele está um menino
Depois de um fim de semana de 3 dias devia sentir que passei muito tempo com eles, mas não. Sinto que o tempo para aproveitar o seu crescimento não chega, para memorizar todas as proezas, todos os sucessos e novas conquistas, novos sorrisos.
E comecei a pensar no tempo de qualidade de que tanto se fala.
Passar pouco tempo com eles mas tempo de qualidade.
Mas que qualidade pode ter o tempo que passo com eles?
Normalmente de manhã é despachá-los e despachar-me, cerca de uma hora, sempre a correr para dar leite a um, dar leite ao outro, vestir um, vestir o outro, vestir-me a mim e sair de casa. Uma hora de tempo de qualidade???!!!
À noite é chegar a casa, dar banho a um, depois o outro, ou, quando o meu boneco quer, aos dois ao mesmo tempo. Vesti-los, dar jantar a ela, jantarmos, brincar um pouco, talvez meia hora com eles os dois, ir adormecê-la, ficar com ela até adormecer, antes irritava-me se demorava a adormecer, agora não, já passo tão pouco tempo com eles, não quero zangar-me só porque ela não quer dormir... Talvez também sinta falta de estar comigo. Quando ela adormece vou deitá-lo a ele, contar-lhe a história e dar-lhe muitos beijinhos, numa sessão de cócegas que ele tanto gosta, mas nestas horas, talvez 3 ou 4 horas por dia se incluir a manhã tenho a sensação que o tempo de qualidade ou não, não é nenhum, que não me chega...

42 comments:

bolacha said...

Ola :)

Sinto o msm q tu.
que estou pouco tempo com o meu filho :(

Beijos

Patrícia M said...

É... Faço minhas as tuas palavras! E se sinto o mesmo com apenas um filho, acredito que com dois, se sinta que o tempo ainda é menor...
Fazer o quê?? Resta-me jogar no Euromilhoes e sonhar com a hipotese de um dia não ter que trabalhar...

Sorrisos da minha Alma said...

Como eu te entendo! E quando paramos para pensar nisso, ficamos em baixo, porque é superior ás nossas forças...
Beijo Grande

Ana Maria said...

Venho agradecer por teres passado no meu blog amiga.
Essa falta de tempo è um pouco normal trabalho,casa,filhos é duro e depois nem para ti tens tempo.
Mas axo q estas a precisar d umas ferias.

Mts beijinhos :)

mãe tataruga said...

Por vezes tambem fico um bocado irritada quando o Kiko não quer dormir...é que desde que mudou p cama nova, levanta-se e vai atras de mim. :)
Tambem acho que tenho muito pouco tempo para estar com ele. :(
Beijinhos

vania said...

eu por vezes deixo de passar a ferro ou arrumar alguma coisa para brincar com aminha princesa, senao daqui a pouco ela casa e eu olho para trás e vejo que nao passei tempo nenhum com ela.

beijocas

Jane & Cia said...

Como te entendo!...

...escorre pelos dedos como grãos de areia, e que qualidade é que nos dá este dia a dia...

Os Nórdicos saém às 15h30 dos trabalhos e escolas, pode ser noite cedo, mas pelo menos ficam juntos mais tempo!

Beijinhos

Carla Isabel said...

Acho que todas nos queixamos do mesmo!!!
Agosra estou em casa e sempre acompanho mais o meu filhote..mesmo assim ...ela agora tb já tem outra idade e gosta é de playstation...ás vezes ainda pede uma história á noite ...mas nornalmente só o faz quando jé é tarde e sabe que tem que dormior para acordar cedo...e ás vezes tenho que lhe dizer que não ...mas sinto-me tão mal...que agora quando é tarde e ele pede a história conto-lhe a do gato maltês e ele desata a rir e lá fica sossegadito!

Bjs

Carla

carla said...

Compreendo-te bem demais...e nem sei o que fazer para alterar aquilo que sinto...

Beijos

Tânia by Cyprus said...

Eu, graças a Deus não passo o mesmo que tu. Um dia vou passar (sim, eu um dia vou voltar ao activo) mas eles iram ser mais velhinho (olha eu a pôr no plural já a contar com mais filhotes). Pelas amizades que tenho, infelizmente esse é o sentimento da maioria das mães, das super maes, que trabalham, tratam dos filhos, arrumam a casa, etc... e fazem tudo na perfeição. Para os teus filhos és uma super-mãe, tenho a certeza, porque estás sempre lá, no mimo, no lanche que mandas para a escola, no telefonema quando chegam a casa. E pelo que contas, os fins-de-semana são sempre uma festa, é pena é serem curtos. Vamos pedir para trocar, no fim-de-semana trabalha-se, na semana descansa-se.
Acho que isto tudo é o reflexo da emancipação da mulher. Quisemos tanta coisa e perdemos muitas delas, inclusive abrirem-nos a porta do carro, deixarem-nos passar à frente.
Beijão e põe essa culpa para trás das costas pois é graças ao teu trabalho que os desejos deles se transformam em realidades

Paula said...

Concordo contigo também acho que o tempo é sempre tão pouco, e é mesmo pouco o tempo que passamos com eles, tal como nós estamos mais tempo com os colegas de trabalho também eles passam a mior parte do tempo longe de nós.

Quando finalmente chegamos a casa há tanta coisa para tratar (sem falar naquelas coisas que podemos deixar para depois) os banhos, o comer e o tempo voa e já são horas de dormire lá se foi mais um dia, mais um mês, mais um ano....

Beijinhos :o)

calamity jane said...

Como te compreendo! Pergunto constantemente a mim própria como fazem as pessoas "normais"... Todos os dias ficam dúzias de coisas por fazer e o tempo nunca chega! Estará o mundo em aceleração? Começo a acreditar q sim, sobretudo depois de me ter apercebido que o meu filho, de 8 anos, tb sente o tempo a passar muito depressa. Eu quando tinha a idade dele, parecia que o ano lectivo nunca acabava e as férias grandes tb não! Mas ele já não tem a mesma sensação... Fico preocupada. Os dias sucedem-se a uma velocidade vertiginosa

rutebruno said...

como te entendo...
sinto o mesmo, tanto...
ai, ai...
olha ponho sempre só leite no biberão, mas naquele dia ele estava com tosse e não jantou nada de jeito e toca de por uma colher de papa!!! por isso ficou assim!!!!
lol
um beijo

Sonhamos Contigo said...

Pois... calculo que essa e a realidade de muitas super-maes que trabalham fora, cuidam dos filhos e ainda da casa...
Embora essa seja a vossa rotina, tenta tirar proveito dessas 4h00 diarias k passas com eles... Tenho a certeza k eles adoram esse tempinho em que lhes das banho, em que brincas com eles antes de dormir, em que estas ali, na cozinha a preparar a comidinha deles...
Sabes, a minha mae, quando eu era miuda, assim cm a minha irma, nao trabalhava fora de casa...
Tratava da casa e de nós, e o meu pai xegava por volta das oito da noite... Lembro-me de ir e vir da escola, e quando xegava a casa, nao tinha mimos nenhuns... a minha mae nao me acariciava a cabeça, nao me sentava no colo, nunca me cantou ou leu historias para adormecer, e brincar... brincava eu sozinha ou com a minha irma, e acabavamos smp por discutir e eramos postas de catigo... e eu, quase sempre, levava umas fortes palmadas...
E ela tinha tempo, era suposto ter suposiçao... e nao eram tempos tao diferentes destes, pk eu tenho 21 anos, feitos ha um mes... ele era nova na altura...

Compara esta mh historia com a tua... tu trabalhas, mas mm assim, vindo cansada do trabalho, sabendo k xegas a casa e ainda tens uma data de coisas para fazer, nao perdes a disposiçao k tens para estar e brincar com os teus filhos, dar-lhe mimos e momentos que para eles sao fulcrais...
Tenho a certeza k eles sao felizes assim, k serao adultos felizes no futuro e recordarao a infancia deles com carinho, com admiraçao por ti... ao contrario de mim, que so lamento nao ter sido feliz...

Jinhos linda, e optima semana

http://sonharealizar.blogspot.com

Amélia said...

:o)
Ontem o Benjamim vinha a fazer um gestos esquisitos com os braços, mas muito divertido... "que é isso filho?" perguntei-lhe, "a camisola fica-te pequena?", não fosse o pai identificar aqueles gestos como uma parte das aulinhas de Educação Física (karaté) eu ficava a ver navios. Sim, ele anda a aprender karaté e eu fico surpreendida... com isso e com um outro conjunto de coisinhas não visíveis que ele por lá aprende. Loool
Aquilo que mais me incomoda é demorar um bocadinho de tempo para mudar registos (trabalho-casa-Benjamim)e conseguir ter "aquela" disponibilidade para brincar com ele. Por isso, compreendo-te.
Um beijinho

Ana said...

Eu sou uma afortunada, como nao trabalho fora de casa,tenho a possibilidade de ter "qualidade de tempo" com a minha filha, eh muito stress para uma mae ter que contar todos os minutinhos para conseguir conciliar o trabalho e a necessidade de estar com os seus filhos.

Anonymous said...

O tempo não dá para nada poi não querida?

Também penso assim...naquelas noites que a minha princesa não quer adormecer não me importo...é mais tempo que estou com ela acordada!

Mil beijinhos

Sonhadora

Bia said...

Concordo plenamente contigo e ainda não tenho filhotes mas vejo os dias passarem e tenho pena porque o "meu" bébé menino já vai a caminho dos 5 aninhos e o tempo de qualidade com ele foi tão pouco...mas tão pouco!!e vai-me acontecer o mesmo com o "meu"bébé mais pequenino que já vai a caminho dos 3 aninhos (mas eu não estou com eles todos os dias ainda noto mais a diferença)mas eu sinto que se tivesse era igual porque o tempo escorre entre os dedos das mãos e então o de qualidade nem se vê. Obrigada pela visita e não vou desejar bom feriado porque aí não deve ser feriado, pois não? mas envio-te um milhão de beijinhos para compensar, ok?

Cláudia said...

Apesar de n ter filhotes...tambem te compreendo...e vejo isso quando estou com os meus pequenotes...
Beijinho

Anna72 said...

Compreendo o que sentes. O ritmo de vida actual deixa muito pouco tempo para as coisas verdadeiramente importantes. Mas tenho a certeza que os teus filhos sabem a mãe especial que têm.

Beijocas

Sonia said...

Eu queria tanto poder viver para ela como a minha mãe fez com os filhos...
o tempo foge e o € n estica.

RAlabaça said...

O tempo é inimigo das mães!

Beijocas

Nina said...

Os dias que vivemos são de pura aflição, amiga...não há tempo para nada!
Resta aproveitar o tempinho que sobra, se é que sobra algum!
És uma execelente mãe, isso é que importa:)
Beijinhos

Marita said...

A vida é uma correria...
Eu já não tenho tempo para nada, quando tiver filhos quero ver como vai ser!

cris said...

Ás vezes também penso nisso, andamos sempre a correr, e não aproveitamos a vida!
Beijocas

Gabriela said...

É verdade, amiga! A falta de tempo deixa um sabor amargo nas nossas bocas cada vez que olhamos os pequenotes e vêmos que saltámos algo que devia ter sido aproveitado ao máximo.
Fazemos o que podemos!
Beijocas
Gabriela

Anokax said...

Quanto mais atarefada estas menos tempo tens, mas se fizeres as coisas quem faz? teem de se fazer né?
Muitas Bjokax e Bom feriado(pa ti nao :P)

Bem Me Queres said...

O tempo corre contra nós. Envolvemo-nos com tanta coisa que qd damos conta ele perdeu-se.....
Bjas docinhos
Cláudia

Gina said...

Como te compreendo, amiga... muitas vezes, prefiro nem pensar muito nisso!

Às vezes, dói...

Beijos

Rita said...

Compreendo-te tão bem!
Mas mais que a quantidade,é a qualidade que interessa. O importante é que quando estamos, estamos mesmo... nas brincadeiras, nos sorrisos, nos choros, nas cumplicidades... isso sim é importante!
Bjos

vera said...

por muito tempo que passemos com eles sabe-nos sempre a muito pouco :(

jocas
vera

Mamã trintona said...

De facto o tempo é mesmo nosso inimigo.
Mesmo estando com o meu filhote 24 horas por dia (por enquanto), sinto que o tempo não me dá para nada porque nunca consigo fazer tudo aquilo a que me propus.
Mas porque é que temos de trabalhar para ter uma melhor qualidade de vida? Os nossos filhos precisam de nós do seu lado... do nosso carinho... da nossa atenção... Mas pronto. A vida é assim mesmo.
Joquinhas
Sofia

http://icecream.blogs.sapo.pt/ said...

Compreendo te perfeitamente.
Beijos e boa semana

António Rosa said...

Como um dos co-autores do livro "Que é o amor?", pode fazer o favor de ir ao blogue do livro responder a uma pergunta que está no primeiro post?

Agradecido.

António Rosa

Ana Santos said...

O tempo é sempre escasso.
E quando damos por isso os nossos filhotes já estão uns homenzinhos ou mulherzinhas.
jinhos
ana e seus tesourinhos

NaRiZiNHo said...

Juntar a isso a qualidade de vida, é cá um cocktail :S
é verdade, eu tneho a sensação de que cada vez é pior, cada dia que passa a responsabilidade aumenta e quando é assim, o tmepo torna-se curto para tudo o que prtendemos fazer ou realizar.
Imagino, com filhos então....
:-*

Costinhas said...

Pois infelizmente é assim que quase todos os pais se sentem, e é por isso, que eu tento maximizar o tempo que tenho com eles. Mesmo que isso implique sair a horas do trabalho e ver-se a progressão profissional passar-nos ao lado...

Os filhos são agora a minha prioridade, e é uma pena que tenhamos de optar entre uma coisa e outra e que muita gente nem sequer possa optar.

Beijinhos

Anonymous said...

Amiga, passei apenas para deixar uma beijoca bem grande.
Bom feriado!!

Luísa. :)

kuka said...

ès a mãe que todos nós gostamos, ou gostaríamos, de ter.

Sandra said...

Como te entendo...

Carla O. said...

Acho que não há nenhuma mãe quenão tenha sentido empatia contigo neste post...
E mesmo eu, que tenho alguma facilidade e tenho mais algum tempo para estar com eles, sinto que ainda assim não é suficiente e que há tanta coisa que me passa ao lado...
resta-nos mesmo aproveitar todos os bocadinhos possíveis e continuar a amá-los muito muito!
Bj grande

Anonymous said...

http://markonzo.edu Perfect work, actual ashley furniture [url=http://jguru.com/guru/viewbio.jsp?EID=1536072]actual ashley furniture[/url], twrwee, watch allegiant air [url=http://jguru.com/guru/viewbio.jsp?EID=1536075]watch allegiant air[/url], whhuqi, best pressure washers [url=http://jguru.com/guru/viewbio.jsp?EID=1536078]best pressure washers[/url], nxuqhfs, follow dishnetwork [url=http://jguru.com/guru/viewbio.jsp?EID=1536080]follow dishnetwork[/url], thjqi, fresh adt security [url=http://jguru.com/guru/viewbio.jsp?EID=1536076]fresh adt security[/url], gckbb,